Lasso pretende pedir recontagem na eleição presidencial do Equador

Geral

Lasso pretende pedir recontagem na eleição presidencial do Equador

Redação Folha Vitória

Quito - Guillermo Lasso, que perdeu o segundo turno da eleição presidencial de domingo por margem estreita no domingo, afirmou que questionará o resultado e pediu uma recontagem total das urnas, com a alegação de supostas fraudes. Em uma apresentação hoje, Lasso e outros aliados disseram que o partido dele, Creo, tem evidências de irregularidades como registros em 1.795 seções eleitorais, que representam quase 600 mil votos.

A oposição alega que há números inconsistentes e faltam assinaturas exigidas de monitores eleitorais. Lasso disse ainda que aceitará os resultados da recontagem mesmo se não foram favoráveis a ele. "Esta não é uma questão pessoal, é uma questão para a democracia", afirmou o conservador em entrevista coletiva.

Os 600 mil votos questionados representam mais que o dobro da vantagem do governista Lenín Moreno na disputa. Lasso citou como exemplos centros de votação em que Moreno venceu por margem de 4 votos para 1.

As autoridades eleitorais disseram que, se necessário, haverá recontagem nos centros onde os resultados forem formalmente questionados. Fontes: Dow Jones Newswires e Associated Press.