Ex-interno, jovem dá a volta por cima dando aulas de bodyboard para jovens do Lar Walter Barcelos

ADOTE UMA CAUSA

Geral

Ex-interno, jovem dá a volta por cima dando aulas de bodyboard para jovens do Lar Walter Barcelos

Rafael morou por 10 anos na entidade e agora dá aulas de bodyboard para os atendidos da Casa Lar

Foto: TV Vitória

A influência positiva de atividades esportivas e extracurriculares transforma a vida das crianças e adolescentes atendidas pela Casa Lar Walter Barcelos, apoiada pelo Instituto Americo Buaiz. Um exemplo disso é o Rafael Fernandes dos Santos, 25 anos. Ele morou por alguns anos na entidade e hoje já tem a própria família.

Atualmente, Rafael é casado, pai do pequeno Logan, de 1 ano e meio. A história feliz do com a esposa, Stefani Mille Silva Pereira, começou há três anos e a Casa Lar faz parte. “A gente se conheceu através da mãe de consideração dele. Fomos nos conhecendo mais, começamos a namorar e estamos juntos há um tempinho”, contou.

Mesmo sendo jovem, Rafael teve uma intensa trajetória. Ainda bem pequeno, ele viu o pai biológico ser assassinado, a mãe foi internada em uma clínica para tratar o alcoolismo e o Rafael foi levado pelo Conselho Tutelar até uma casa de passagem, onde a criança ou adolescente aguarda a decisão definitiva se poderá ou não voltar aos cuidados da família.

Como não pode voltar a morar com a mãe, em menos de um ano ele foi levado para a Casa Lar Walter Barcelos. “Passei pela Casa de Passagem, que tinha no Ibes, e recebi como presente ir para a Casa Lar em 2000”, contou.

Rafael morou na Casa Lar dos 7 aos 17 anos e passou por toda preparação que a instituição oferece aos seus atendidos. “Desde muito cedo a gente estuda, faz curso, vai em palestras sobre tudo e a intenção toda e formar cidadão de bem, para sair dali já trabalhando”, disse.

Na Casa Lar Walter Barcelos, as crianças e adolescentes recebem mais um teto e alimentação. São atendidas por ações voluntárias de pessoas comuns que oferecem algum serviço, tempo, atenção. Empresas e iniciativas que agregam valores culturais e intelectuais também colaboram.

Atualmente são oito jovens sob responsabilidade da Casa Lar. Como não podem mais voltar ao convívio da família, uma rotina movimentada ajuda a suprir esse convívio. Uma dessas atividades é a aula de bodyboard, que é oferecida pelo projeto social que o Rafael faz parte. Hoje ele está na outra ponta da história: é professor voluntário e ensina a modalidade aos atendidos pela instituição.

Na certeza de que ações voluntárias faz bem a quem pratica e quem recebe, o sentimento do Rafael por tudo que viveu graças ao atendimento da Casa Lar é a gratidão!

Veja a história do Rafael!