Fechamento da fronteira ameaçaria empregos e a economia, diz Nancy Pelosi

Geral

Fechamento da fronteira ameaçaria empregos e a economia, diz Nancy Pelosi

A presidente da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos, a democrata Nancy Pelosi (Califórnia), se disse contra o fechamento da fronteira sul do país ao afirmar que essa ação "ameaçaria empregos americanos e, de forma mais ampla, a nossa economia". Os comentários de Pelosi vêm após o presidente dos EUA, Donald Trump, ameaçar fechar a fronteira com o México com a finalidade de forçar o vizinho a impedir a travessia de imigrantes ilegais na divisa entre os dois países.

Em seu perfil no Twitter, Pelosi disse, ainda, que um possível fechamento da fronteira "contrariaria nossos valores nacionais". Mais cedo, Trump recuou da ameaça de fechar a fronteira, mas afirmou que poderá tarifar veículos mexicanos importados pelos EUA num prazo de um ano caso a meta não seja cumprida. Ontem, o líder republicano no Senado, Mitch McConnell (Kentucky), já havia se posicionado contra o fechamento da fronteira ao apontar que a ação poderia ferir a economia americana.

Também nesta quinta-feira, Pelosi voltou a chamar a declaração de emergência nacional de Trump sobre a fronteira de "farsa". A democrata comentou que as transferências de dinheiro de alguns programas federais para a construção de um muro fronteiriço "minaram nossa democracia e desrespeitaram o voto do Congresso bipartidário, a vontade do povo americano e a Constituição". Ela e outros congressistas de oposição irão processar Trump pelo "roubo de bilhões de dólares" referente à questão fronteiriça. O Congresso bloqueou a declaração de emergência nacional, mas o presidente vetou a medida.