• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Petroleiros infectados por Coronavírus seguem isolados em hotel na Grande Vitória

CORONAVÍRUS

Geral

Petroleiros infectados por Coronavírus seguem isolados em hotel na Grande Vitória

No total, são 53 trabalhadores diagnosticados com a doença; 29 estão em isolamento na região metropolitana do ES e os demais ainda serão transferidos

Foto: Divulgação

Trabalhadores de uma plataforma de petróleo que fica no Campo de Cachalote, no Litoral Sul do Espírito Santo, e que testaram positivo para o Novo Coronavírus, seguem isolados em um hotel na Grande Vitória.

No total, 53 pessoas estão entre os infectados. Segundo e empresa responsável pela embarcação, 29 petroleiros estão isolados no hotel, que está apenas hospedando os trabalhadores. Eles estão sendo monitorados por uma equipe médica. 

Os demais pacientes infectados pela doença também deverão ser encaminhados para o mesmo hotel, mas ainda não há informações sobre quando será essa transferência.

A Secretaria de Estado de Saúde (Sesa) informou que  acompanha o caso, já que parte dos petroleiros é do Espírito Santo. O serviço de saúde que realizou os testes ainda vai notificar os casos para os outros estados de origem de cada paciente. 

Segundo a Sesa, o Laboratório Central do Estado também vai receber os laudos com a confirmação da covid-19 dos pacientes capixabas para conferência da habilitação para realizar o teste.

A Marinha do Brasil informou que acompanha o caso e que está monitorado as ações tomadas pela empresa.

Coronavírus no ES

O número de casos confirmados do Novo Coronavírus no Espírito Santo subiu para 300. A informação foi divulgada pela Secretaria de Saúde do Estado na noite desta quinta-feira (9).

Dos casos confirmados, 41 pacientes já estão curados, 202 estão em isolamento residencial e 50 estão internados, sendo 33 em Unidades de Terapia Intensiva (UTI). Sete óbitos foram confirmados e três seguem em investigação.

O Estado já registra casos de transmissão comunitária da doença, ou seja, quando não há como identificar a origem da contaminação.