Ônibus sem circular até o dia 11 de abril e lojas abertas três vezes na semana na Região Metropolitana

Geral

Ônibus sem circular até o dia 11 de abril e lojas abertas três vezes na semana na Região Metropolitana

Novo mapa classifica 37 cidades em risco extremo; ônibus seguem fora das ruas até 11 de abril na região metropolitana

Marcelo Pereira

Redação Folha Vitória

O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, anunciou nesta sexta-feira (02), o 49º Mapa de Risco. Na nova matriz de risco, 37 municípios do estado estão em Risco Extremo, 39 no Risco Alto, 02 no Risco Moderado e nenhum no Risco Baixo. Entre as principais medidas, Casagrande anunciou que o transporte público continua suspenso até o dia 11 de abril nas cidades classificadas no Risco Extremo. Nas cidades de risco extremo, o comércio poderá funcionar três vezes por semana. 

Foto: Reprodução

Veja as restrições para os municípios do estado:

RISCO EXTREMO

Atividades essenciais: supermercados, farmácias, indústria e atividade de assistência à saúde podem funcionar até as 20h em dias de semana, no entanto ficarão fechados aos domingos e feriados.

Comércio: comércio de rua, centros comerciais e galerias funcionarão em três dias na semana (quarta, quinta e sexta-feira) das 10h às 18h para atendimento presencial.

Atividades de ensino: as atividades educacionais com a presença de estudantes ficam suspensas, sendo permitidas aulas remotas.

Restaurantes: atendimento ao público de quarta à sexta-feira até às 16h. Após esse horário, somente delivery.

Shopping centers: poderão funcionar três vezes na semana (quarta, quinta e sexta-feira) das 12h às 20h.

Bares e academias: vão continuar fechados.

Agências bancárias e lotéricas: funcionamento de bancos apenas para saque de benefícios assistenciais. Lotéricas podem abrir de quarta à sexta-feira, das 10h às 18h.

RISCO ALTO

MEDIDAS SOCIAIS

- Suspensão da realização de eventos;

- Suspensão da visitação de unidades de conservação ambiental e do funcionamento de todos os parques municipais;

- Suspensão do funcionamento dos cinemas, teatro, circos e similares, exceto em formato drive-in;

- Suspensão de funcionamento de espaços de lazer e recreação infantil, parques de diversões e similares.

ATIVIDADES DE ENSINO

- Suspensão das atividades com a presença de alunos em todos os estabelecimentos de ensino, da rede pública e privada, com exceção de cursos relacionados à saúde e segurança pública.

TRABALHO REMOTO

- Trabalhadores que atuam na área administrativa, independente do ramo da atividade, inclusive no ramo da administração pública direta e indireta, deverão atuar prioritariamente em trabalho remoto.

AGÊNCIAS BANCÁRIAS

- Poderão funcionar para saque de benefícios assistenciais

ACADEMIAS

- Vedada realização de atividades aeróbicas;

- Limitação de número de alunos por área do estabelecimento conforme Portaria SESA nº 226, Art. 11, §2º. Limitação de até 20 alunos por horário de agendamento, respeitando o limite de 15m² por aluno.

COMÉRCIO, BARES E RESTAURANTES

- Funcionamento de comércio de rua, centro comerciais e galerias das 10h às 18h de segunda à sexta-feira, e aos sábados até às 14h;

- Funcionamento de shopping centers, de segunda à sexta-feira das 10h às 20h e aos sábados até às 16h;

- Funcionamento de restaurantes das 10h às 16h;

- Distribuidoras de bebidas e lojas de conveniência podem funcionar das 10h às 16h, sem consumo presencial;

- Suspensão do funcionamento dos bares.

PODEM FUNCIONAR SEM LIMITE DE HORÁRIO

- Farmácias, comércio atacadista, distribuidoras de gás de cozinha e água, supermercados, minimercados, hortifrutis, padarias, lojas de produtos alimentícios, lojas de cuidados animais e insumos agrícolas, postos de combustíveis, borracharias, oficinas de reparação de veículos automotores e bicicletas, estabelecimentos de vendas de materiais hospitalares e casas lotéricas.

RISCO MODERADO

COMÉRCIO, BARES E RESTAURANTES

- Funcionamento dos estabelecimentos comerciais com 1 cliente por 10m², obrigatoriedade do uso de máscaras para funcionários e clientes, distanciamento social em filas;

- Funcionamento de bares, lojas de conveniência e distribuidoras de bebidas alcoólicas de segunda à sábado até às 22h e aos domingos até às 16h.

ACADEMIAS

- Vedada realização de atividades aeróbicas coletivas;

- Limitação do número de alunos por área do estabelecimento conforme Portaria SESA nº 226-R, Art. 11 §2º.

ATIVIDADES DE ENSINO

- Permitidas atividades com a presença de alunos no estabelecimento de ensino.

Confira o Mapa de Risco: 

Foto: Divulgação/Governo do ES

Confira o que disse Renato Casagrande: 

Efeitos do fechamento total

No domingo, a gente concluiu um período de quarentena, serão 18 dias. Ela foi definida por nós como forma de reduzir a transmissão do vírus. Isso vai ser notado daqui a pouco porque o efeito de uma quarentena demora um pouco mais de tempo, isso porque as pessoas que não foram contagiadas deixarão de fazer uma pressão sobre o sistema de saúde. Definimos a quarentena para que pudéssemos reduzir a internação de hospitais de outras enfermidades. Isso mostrou um resultado efetivo. Um dia após o início da quarentena, nós, em clínicas médicas tínhamos regulado 21 procedimentos e meio nesses 19 dias. Do dia 20 de março a 31 de março, essa média caiu para 14 procedimentos e meio a cada dia. Isso provou que a gente conseguiu aliviar e reverter leitos para covid.

Retorno do mapa de risco

Estendemos até domingo e disse que, a partir de segunda-feira, nós começaríamos novamente a seguir o mapa de risco. Tomamos uma decisão na quarentena abrangente, que fez efeitos no Estado todo. Nós precisávamos tomar uma atitude com relação a tentativa de redução de transmissão. A partir de segunda-feira, 5 de abril, voltaremos a definir nossas atividades de acordo com a classificação de risco dos municípios.

Segue transporte público suspenso

Mesmo seguindo a matriz de risco, desta semana que vai iniciar na segunda-feira, nós manteremos na semana que vem o transporte público suspenso. Suspenso até 12 de abril na região metropolitana. O transporte é foco de aglomeração e interação. Voltaremos no dia 12 na região metropolitana com alguns horários diferenciados de acordo com algumas atividades. Ônibus intermunicipais poderão funcionar com 50% de sua capacidade. Mas manteremos suspensos os ônibus interestaduais. Viagens de ônibus de outros Estados estarão suspensas até o dia 11 de abril. 

37 cidades em risco extremo inclusive Grande Vitória

Na classificação do mapa de risco, temos dois municípios em risco moderado: Conceição da Barra e Ibitirama. Nós teremos 37 municípios em risco extremo. como os da região metropolitana, com todos os cinco da Grande Vitória. Na região da Grande Vitória, quando dois estiverem em risco maior, os demais acompanham os de risco maior pois é uma região conurbada. O mapa está praticamente vermelho e roxo mostrando a gravidade da situação, a intensidade da doença e do contágio no Espírito Santo. 

Classificação toda sexta

Este mapa nos orienta a partir de segunda-feira e a cada sexta-feira vamos apresentar um novo mapa. Nós faremos uma avaliação mas quando entrar nessa classificação de grau alto e extremos, deixaremos por 14 dias. Toda sexta-feira faremos esse trabalho de detalhar a situação de cada município. 

Risco moderado

Atividade do comércio funciona de segunda a sábado. Bar e restaurante podem funcionar de segunda a sábado até 10h da noite e domingo até às quatro da tarde. O que está proibido são aglomerações, festas, shows. 

Risco alto 

Nós já definimos as medidas e serão publicadas em portaria, amanhã, sábado. Bares estarão fechados. Restaurantes podem funcionar até às 16h. Comércio de rua funciona de 10h até às 18h. Shoppings, de meio-dia até às 20h. 

Escala para acessar transporte público

Vamos recomendar que os trabalhadores da indústria possam acessar os ônibus até às 7h da manhã. Que os serviços acessem das 7h às 9h e que o comércio das 9h às 11h. 

Comércio em cidades de risco alto

No risco alto, aos domingos as atividades ficam fechadas, com exceção das essenciais. O comércio funciona de segunda a sábado. No sábado, o comércio funciona até às 16h nos municípios de risco alto. 

Risco extremo

Nessas cidades, o comércio vai funcionar três vezes por semana: quarta, quinta e sexta no horário das 10h às 18h e shoppings de meio-dia às 20h. Os serviços no mesmo horário a partir das 9h. Quando houver transporte público será feita aquela distribuição das pessoas no acesso aos ônibus como disse antes. O comércio, nesses municípios, estará fechado sábado, domingo, segunda e terça para que a gente tenha dias de mais isolamento. 

Supermercados no risco extremo

No risco extremo, supermercados funcionarão até 20h. Estarão fechados aos domingos e feriados.

Transporte público no risco extremo suspenso nos finais de semana e feriados

Não teremos transporte público nos finais de semana e feriados. 

Recolhimento depois das oito da noite

O sinal é claro. Depois das oito horas, a gente tem que ter recolhimento efetivo em nossas casas para reduzir efetivamente a interação, mesmo em muitos serviços essenciais. Supermercado até às oito da noite. Às oito da noite, deveremos ter um recolhimento em nossas casas. Depois das oito, só aqueles serviços diferenciados como farmácias ou algum atendimento na área de Saúde, que é emergencial.

Mudança de funcionamento de supermercados

Domingos e feriados, supermercados fechados. Voltamos com os supermercados fechados nos feriados. Nós mudamos essa semana, por causa da antecipação de feriados feita por Vitória, e para não afetar o abastecimento das pessoas num corre-corre para os supermercados. Mas voltamos a fechar os supermercados nos feriados durante o risco extremo. 

Ônibus só até dez da noite

Ônibus não rondarão em risco extremo no sábado e no domingo. Eles irão parar a partir das 10 da noite. Não teremos Transcol circulando depois das 22h nos municípios com risco extremo.

Testes rápidos 

Também é bom reforçar outras medidas no sentido da gente reduzir o contágio. Já distribuímos 60 mil testes rápidos tipo PCR que identifica o vírus ativo. Nós ganhamos. Tivemos o repasse da Organização Pan Americana da Saúde (Opas). Compramos 250 mil e já distribuímos 60 mil. Vão chegar mais 190 mil testes. Eles serão distribuídos aos municípios. Essa semana, iremos entrar em contato com os prefeitos para que ajudem a gente a isolar os casos ativos e termos condições de reduzir as transmissões. O teste rápido permite que a gente possa isolar os casos ativos. Testagem em massa que faremos com 310 mil testes. Por isso que os números do nosso Painel Covid têm subido pois os municípios que não faziam testes, agora estão fazendo. É importante você fazer o teste. 

Índice de transmissão maior no interior

O índice de transmissão do vírus é maior no interior que na região metropolitana. Mas ele é alto, acima de 1, em todo o Espírito Santo. Todo o Estado está com índice de transmissão alto.

Abertura de leitos

Neste mês de março, nós abrimos em torno de 200 leitos. Começou março e nós tínhamos 724 e terminamos com mais de 900. Tínhamos um plano de abrir 900 leitos de UTI até o final do mês de abril. Nós chegamos a 905 leitos no final do mês de março. Nós antecipados em um mês a nossa meta de 900 leitos de UTI para atender a quem estava precisando. Mas vocês estão vendo que nossos hospitais estão lotados, nossas UPAs e PAs estão lotados com pacientes de covid, pelo alto índice de transmissão, pela presença de novas variantes, mais agressivas. O índice de transmissão no Brasil é altíssimo com números de óbitos altíssimo. Nós, aqui no Espírito Santo, devemos fazer o trabalho de redução da transmissão. Em abril, abriremos mais 500 leitos de UTI e enfermaria. Vamos passar de 2100 leitos  até final de abril. Vamos abrir 200 leitos de UTI em abril. Vamos chegar a 1100 leitos. Hoje, nós temos 948 leitos no painel da regulação.

Pacientes internados

Temos 866 internados com 948 leitos de UTI abertos. Vamos abrir mais 200 leitos de UTI neste mês de abril. Vamos abrir mais 300 leitos de enfermaria nesse mês de abril. Hoje, nós temos de enfermaria 885 leitos. Vamos passar a ter mais de 1000 leitos de enfermaria. Vamos chegar a mais de 2100 leitos de UTI e de enfermaria com o maior número de leitos per capita do Brasil, tornando o Espírito Santo o que mais abre leitos no país. 

Risco de falta de insumos e de pessoal

Nós temos estrutura para abrir a gente corre risco de não ter medicamento, de não ter kit intubação, de não ter o servidores para atuar nesses leitos, o profissional da área de Saúde. Estamos tomando a providência de ter a cama, de ter o respirador, os equipamentos mas a gente depende de outros itens para funcionar esses leitos. Hoje estão funcionando 948 leitos. Compramos do setor privado, fizemos parceria com o setor filantrópico e estamos tentando buscar mais 200 leitos. 

Mais fiscalização 

Infelizmente nós perderemos muitas pessoas nesse mês de abril, será um mês pesado. É por isso que intensificamos a fiscalização nas praias, nas áreas de lazer. Se a gente quer ter uma matriz de risco funcionando, com atividades econômicas funcionando, devemos obedecer a essas restrições. 

Recado ao comércio

Muito cuidado e responsabilidade para as atividades que poderão funcionar! Muito cuidado, usem máscara, álcool em gel, distanciamento. Isso é fundamental para a gente poder conter a transmissão do vírus. Não façam aglomeração. 

Risco de aglomeração

Apertamos a fiscalização. Se quiser ir à praia vá sozinho ou com a família mas não aglomere! As novas variantes são cada vez mais eficientes. Não permaneça no mesmo local com pessoas aglomeradas. Isso transmite o vírus e ele está cada vez mais eficiente nesse cenário.

Terceira guerra mundial

Sei que tem gente que não acredita nisso, que acha que o vírus é uma invenção. São poucos mas eu sei que tem. Você, que crê de fato que o que vivemos no país e no Estado nunca foi vivenciado, estamos na verdade vivendo uma terceira guerra mundial onde o inimigo é o vírus. O mundo todo está combatendo o vírus. Agora a França voltou a fazer medidas de restrição. O presidente da república francesa tomou essa decisão. Em todos os países do mundo, nós vemos os líderes tomando decisão. Não é um problema do Espírito Santo. Mesmo você que, às vezes, não concorda com meu governo, não concorda comigo, que não gosta do meu jeito de governar, não aprove meu governo em nada, é fundamental que você considere o seu compromisso de ajudar a diminuir a transmissão do vírus. 

Confira a classificação de todos os municípios capixabas:

RISCO EXTREMO: Água Doce do Norte, Águia Branca, Anchieta, Apiacá, Baixo Guandu, Barra de São Francisco, Boa Esperança, Brejetuba, Cachoeiro de Itapemirim, Cariacica, Castelo, Colatina, Guarapari, Ibatiba, Iconha, Itarana, Jerônimo Monteiro, João Neiva, Linhares, Mantenópolis, Marataízes, Muniz Freire, Muqui, Nova Venécia, Pancas, Pinheiros, Piúma, Rio Bananal, São Gabriel da Palha, São José do Calçado, Serra, Vargem Alta, Venda Nova do Imigrante, Viana, Vila Pavão, Vila Velha e Vitória.

RISCO ALTO: Afonso Cláudio, Alegre, Alfredo Chaves, Alto Rio Novo, Aracruz, Atílio Vivácqua, Bom Jesus do Norte, Conceição do Castelo, Divino de São Lourenço, Domingos Martins, Dores do Rio Preto, Ecoporanga, Fundão, Governador Lindenberg, Guaçuí, Ibiraçu, Irupi, Itaguaçu, Itapemirim, Iúna, Jaguaré, Laranja da Terra, Marechal Floriano, Marilândia, Mimoso do Sul, Montanha, Mucurici, Pedro Canário, Ponto Belo, Presidente Kennedy, Rio Novo do Sul, Santa Leopoldina, Santa Maria de Jetibá, Santa Teresa, São Domingos do Norte, São Mateus, São Roque do Canaã, Sooretama e Vila Valério.

RISCO MODERADO: Conceição da Barra e Ibitirama.

*A matéria foi atualizada nesta segunda-feira (5), com base na publicação da portaria no Diário Oficial do Espírito Santo.