"Ele ficou arrasado ao receber a notícia da morte da namorada", diz mãe de motociclista vítima de acidente em Vila Velha

Geral

"Ele ficou arrasado ao receber a notícia da morte da namorada", diz mãe de motociclista vítima de acidente em Vila Velha

Matheus José Silva ainda se recupera no hospital após ele e a namorada, Amanda Marques Pinto, 20, serem atropelados por um carro na Darly Santos, em Vila Velha. A jovem, que estava na garupa da moto, morreu no local

Foto: Reprodução

O jovem Matheus José Silva, de 23 anos, vem se recuperando gradativamente dos ferimentos após o acidente que sofreu no último dia 17. Na ocasião, o rapaz e e a namorada, Amanda Marques Pinto, de 20 anos, estavam em uma moto quando foram atropelados por um carro na Avenida Darly Santos, em Vila Velha. Ela não sobreviveu aos ferimentos e o namorado só recebeu a notícia uma semana após a sua morte. 

Matheus está no Hospital Estadual de Urgência e Emergência, em Vitória. Segundo a mãe do rapaz, Eriene Medeiros da Silva, a demora para comunicar sobre o acidente foi uma orientação da psicóloga, que esteve junto quando a notícia foi dada.

"No sábado (24), o meu outro filho esteve no hospital e, junto com a psicóloga, contou para ele o que havia acontecido. Ele ficou arrasado e paralisado. Ele não está acreditando. Ele olha no telefone e não consegue acreditar. Os pais da Amanda já enviaram mensagem, mas não encontraram com ele ainda, por causa da pandemia. Ele está muito arrasado", contou.

Sobre a recuperação de Matheus, a mãe disse que está lenta e, por enquanto, não há necessidade de cirurgia. "Está sentido muita dor ainda e não há previsão de alta. A situação dele ainda não é das melhores. Ele está consciente, mas a memória ainda falha e ele não se lembra de nada que aconteceu", disse.

O acidente

Matheus conduzia uma moto modelo XRE 300, pela Rodovia Darly Santos, em Vila Velha, na noite do último sábado, quando foi atingido por um carro de passeio, dirigido por Wagner Nunes de Paulo, de 28 anos. Amanda estava na garupa da moto e morreu no local.

Segundo informações da Polícia Militar, a motocicleta estava na pista da direita da rodovia. O veículo dirigido por Wagner seguia pela mesma pista e bateu na traseira da moto.

Leia também:
>> "Minha filha morreu no sábado, mas a gente vai morrendo um pouco todos os dias", diz pai de jovem morta em acidente
>> "Ela gritou que me amava e saiu", relembra mãe de jovem morta em acidente em Vila Velha

Testemunhas afirmam que o carro estava em alta velocidade. Além disso, relataram que o condutor do veículo apresentava sinais de embriaguez e tentou fugir do local. Ele ainda se recusou a fazer o teste do bafômetro.

De acordo com a PM, Wagner foi encaminhado à 2ª Delegacia Regional de Vila Velha. No local, ele foi autuado em flagrante por homicídio culposo, quando não há intenção de matar. O delegado arbitrou contra ele fiança de R$ 10 mil.

Entretanto, ao decretar a prisão preventiva, o juiz negou o direito à fiança, e também alertou para indícios de dolo eventual. A decisão que converteu a prisão de flagrante para preventiva foi tomada durante audiência de custódia, no último domingo (18).

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil, por meio da Delegacia de Crimes de Trânsito. Após as apurações, caberá ao Ministério Público Estadual (MPES) oferecer denúncia à Justiça por homicídio doloso ou culposo.

Protesto

Familiares e amigos da jovem Amanda Marques Pinto, de 20 anos, que morreu após um acidente da Darly Santos, em Vila Velha, realizam um protesto na manhã do último sábado (24), na Avenida Carlos Linbenberg.

Segundo informações de uma amiga da jovem, que participa do protesto, o ato segue pelas ruas do município, sentido orla da Praia da Costa. Os familiares da jovem pedem por justiça.