Em dia de retorno dos ônibus, protesto interdita garagens do Transcol na Grande Vitória

Geral

Em dia de retorno dos ônibus, protesto interdita garagens do Transcol na Grande Vitória

Categoria reinvidica prioridade na ordem da vacinação contra a covid-19. Volta da circulação está prevista para as 9 horas

Foto: Arleson Schneider / TV Vitória

Suspensos há cerca de duas semanas, a volta da operação do sistema Transcol na Grande Vitória está programada para esta terça-feira (13). No entanto, durante esta madrugada, uma manifestação promovida pelo Sindicato dos Rodoviários (Sindirodoviários) está impedindo a saída dos ônibus das garagens.

A categoria reinvidica prioridade na ordem da vacinação contra a covid-19. Motoristas de transporte coletivo fazem parte do grupo da primeira fase de imunização, mas ainda não há previsão para que os profissionais recebam as doses.

As interdições ocorreram por volta das 4h30. Por este motivo, alguns ônibus chegaram a sair das garagens antes deste horário. Representantes do sindicato afirmaram que a liberação dos veículos será realizada às 9 horas.

Foto: Pollyana Martinelli/TV Vitória

A manifestação surpreendeu a população, inclusive os profissionais de Saúde, que dependem dos veículos para troca de turnos nos hospitais e postos de atendimento. Em vários pontos da Grande Vitória, muitas pessoas aguardam a chegada de veículos.

Segundo o presidente do Sindirodoviários, Valdeci Laurindo, a preocupação é com o crescente número de casos da doença em meio aos profissionais da categoria. "Já perdemos mais de 30 rodoviários para a covid. Alguns ainda estão internados ou intubados. Os motoristas estão na linha de frente e todos estão assustados e com medo. Também somos essenciais e queremos nossa vacina", disse.

O representante ainda disse que as secretarias de Mobilidade e de Saúde já foram notificados com a reividicação. "Sabemos que muitos voltariam a trabalhar hoje, mas precisamos tomar uma atitude", afirmou.

O secretário de Mobilidade e Infraestrutura, Fábio Damasceno, afirmou que a pasta também foi surpreendida pela manifestação. "Existe uma reivindicação do pessoal que está na linha de frente do transporte público, mas fomos pegos de surpresa. Muitos profissionais dos hospitais, que precisam trocar de turno, estão sem transporte. É uma forma irresponsável de chamar a atenção para o assunto", disse.

Procurada, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) informou  que os grupos prioritários para vacinação Covid-19 são definidos pelo Ministério da Saúde, e o cronograma do Espírito Santo segue a indicação do Plano Nacional de Vacinação.

Retorno

O retorno dos ônibus do Transcol, com todas as linhas e com 100% da frota, está liberado a partir desta terça-feira (13). Todos os terminais podem funcionar normalmente, assim como os coletivos do sistema municipal. O horário permitido de operação é de 5h às 22h, apenas nos dias úteis.

Não haverá o serviço noturno, conhecido como bacurau. No próximo sábado (17) e domingo (18), os ônibus não irão operar. A medida foi adotada para conter a disseminação da Covid-19 e preservar o sistema de saúde do Estadual.

Mesmo com o retorno do transporte coletivo de passageiros, o Governo do Estado recomendou um escalonamento de horários para os diversos setores, como forma de evitar o excesso de demanda em apenas uma determinada faixa de horário. A sugestão é a de que das 5h às 7h, o transporte seja utilizado pelos trabalhadores das indústrias; das 7h às 9h, pelos do setor de serviços; e das 9h às 11h, pelos trabalhadores do comércio, inclusive shopping centers.

No Espírito Santo, os ônibus estão sem circular desde o dia 28 de março. Os poucos coletivos que estavam nas ruas transportavam apenas os trabalhadores da saúde. Os ônibus, inicialmente, ficariam suspensos até o dia 4 de abril. Porém, na Sexta-Feira da Paixão (2), foi definido que a suspensão se estenderia até o último domingo (11). No entanto, como esta segunda-feira (12), foi feriado de Nossa Senhora da Penha, os coletivos não rodaram; conforme determina o decreto em relação aos feriados.

Ônibus municipais

Assim como o Transcol, os ônibus municipais em cidades de risco extremo como Vitória e Vila Velha, e em cidades do interior do Estado, só poderão circular entre terça e sexta.

Ônibus intermunicipais e interestaduais

Os ônibus intermunicipais e interestaduais voltaram a operar nesta segunda-feira, mas apenas com metade da capacidade de ocupação de cada coletivo.

Transporte ferroviário

O transporte ferroviário também voltou a funcionar nesta segunda. Assim como os ônibus interestaduais, apenas 50% das passagens poderão ser vendidas.