• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Folha registra campanha da TV Vitória Solidária que arrecada quase duas toneladas de donativos para vítimas das chuvas no ES

Geral

Folha registra campanha da TV Vitória Solidária que arrecada quase duas toneladas de donativos para vítimas das chuvas no ES

Ação contou com a ajuda de dezenas de voluntários Foto: Everton Nunes

Além da tradicional regionalização de conteúdos,  a TV Vitória/Record é uma emissoras que mais investe em ações de solidariedade em favor dos capixabas. E em sete anos de história, o jornal online Folha Vitória teve o orgulho de registrar grande parte dessas campanhas.

Sensibilizada com as histórias de mais de 43 mil capixabas que tiveram de deixar as suas casas, em decorrência das fortes chuvas que atingiram o Estado no fim do ano passado, a TV Vitória formou uma grande corrente do bem para ajudar a população. A parceria com a Cruz Vermelha, na Praça do Papa, arrecadou mais de duas toneladas de donativos.

Foram vários dias de arrecadação, que contou com a ajuda de voluntários de vários municípios. Durante todo o período, o Folha Vitória divulgou matérias que informavam todas as ações que estavam sendo realizadas no local.

Campanha da TV Vitória, em parceria com a Cruz Vermelha, arrecadou quase 2 toneladas de donativos Foto: TV Vitória

Mais de 30 caminhões, repletos de donativos, foram enviados aos municípios mais castigados pela enchente. Em algumas cidades, a distribuição dos donativos contou com a participação dos apresentadores da TV Vitória.

Série da TV Vitória mostra reconstrução

Em apenas um mês choveu mais da metade da quantidade prevista para todo o ano de 2013 Foto: Reprodução

Em janeiro deste ano, equipes da TV Vitória conferiram de perto o processo de reconstrução de cinco municípios afetados pelas chuvas. Na série especial foram visitadas as cidades de Rio Bananal, Itaguaçu, Barra de São Francisco, Itaguaçu e Santa Teresa.

Somente na cidade de Rio Bananal, na região Norte do Espírito Santo, o prejuízo passa dos R$ 20 milhões.

Já a cidade de Itaguaçu teve mais de R$ 50 milhões de prejuízo e vai precisar, no mínimo, de dois anos para ser reconstruído. No Barro Preto, um dos bairros mais afetados pelas chuvas, três pessoas morreram e três casas desabaram.

Localizada no Noroeste do Estado, a cidade de Nova Venécia teve um prejuízo de mais de R$ 40 milhões. O nível do rio Cricaré, que corta o município, chegou a cinco metros acima do nível normal. No bairro Santa Luzia, várias casas ribeirinhas foram danificadas.

Os prejuízos  da cidade de Santa Teresa, região Serrana do Estado, ainda estão sendo contabilizados, mas de acordo com a prefeitura, a estimativa é que a cidade esteja toda reconstruída em um ano e meio.

Já o município de Barra de São Francisco foi atingido por três enchentes, uma no dia 17, outra no dia 21, e a última no dia 26 de dezembro, quando praticamente tudo foi destruído. De acordo com a prefeitura, o prejuízo passa de R$ 30 milhões.

O caso

Mais de 40 mil capixabas tiveram que deixar as próprias casas em decorrência das chuvas Foto: Reprodução

Em apenas um mês choveu mais da metade da quantidade prevista para todo o ano. De acordo com a Defesa Civil, com as fortes chuvas que atingiram o Estado em dezembro de 2013, mais de 43 mil pessoas precisaram deixar as suas casas, que foram invadidas pela água ou estavam em áreas de risco. Dos 78 municípios do Estado, 55 foram afetados pelas chuvas, que deixaram 24 vítimas fatais.

A presidente da República, Dilma Rousseff, veio a Vitória na véspera do Natal, e sobrevoou as áreas afetadas entre elas a região serrana, umas das mais atingidas pelas chuvas.

Dentre as medidas que a presidente tomou está a liberação do Cartão de Pagamento de Defesa Civil, às cidades que decretarem situação de emergência. O uso do cartão é exclusivo em situações de emergência e estado de calamidade pública reconhecidos pela Secretaria Nacional de Defesa Civil (Sedec), vinculada ao Ministério da Integração Nacional. 

O Governador Renato Casagrande decretou situação de emergência, e pediu ajuda do Governo Federal, que já liberou R$ 152 milhões para reconstrução do Espírito Santo.

No início de janeiro, o governador se reuniu com os prefeitos e representantes da Defesa Civil Nacional no Palácio Anchieta, em Vitória, para apresentar e detalhar todo o plano de reconstruçãodo Estado.