• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Novo Centro de Referência em HIV é inaugurado na Grande Vitória

Geral

Novo Centro de Referência em HIV é inaugurado na Grande Vitória

O prefeito de Vila Velha, Rodney Miranda, vai inaugurar o novo Centro de Referência DST/HIV/AIDS do município de Vila Velha nesta quarta-feira, 28

A prefeitura de Vila Velha vai inaugurar nesta quarta-feira (28), às 18 horas, o novo Centro de Referência DST/HIV/AIDS e Hepatites Virais. O serviço foi ampliado e conta com novas instalações no prédio da Secretaria Municipal de Saúde.

O Novo Centro de Referência em DST/HIV/AIDS e Hepatites Virais tem agora 10 salas, localizadas no mezanino do edifício da Secretaria de Saúde de Vila Velha, na Rua Castelo Branco, 1803, Centro. O serviço atendia no mesmo prédio, portanto não haverá transtorno para os usuários que já estão acostumados a procurar o local. A diferença é que o espaço está bem mais amplo e moderno, o que vai garantir mais qualidade e conforto no atendimento. O horário de atendimento é de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h.

São cinco consultórios médicos, Centro de Testagem e Acompanhamento, um consultório psicológico, um consultório de serviço social, um laboratório, uma brinquedoteca do SAE Infantil (Serviço de Acompanhamento Especializado Infantil para crianças expostas ao HIV e Sífilis), além da sala da coordenação.

Prevenção 

A prevenção é uma das maiores preocupações do Programa DST/AIDS de Vila Velha.  Os profissionais desse setor realizam dezenas de testes de HIV diariamente, participam de palestras em empresas e regiões estratégicas (como áreas portuárias), fazem visitas promovendo debates nas escolas e uma infinidade de atividades relacionadas à educação e à testagem da população para outras doenças sexualmente transmissíveis, como hepatite e sífilis.

Luciano Salvador, coordenador do Centro de Referência DST/HIV/AIDS e Hepatites Virais, defende que todos façam pelo menos um teste por ano. “Se a pessoa não sabe que tem HIV duas coisas básicas nos preocupam. Primeiro, ao não saber e não se prevenir, essa pessoa pode contaminar outras. Segundo, não sabendo que é soropositivo esse indivíduo deixa de ter acesso a todo o tratamento com consultas, orientações e medicamentos que são fornecidos pelo nosso centro”, disse.

Os pacientes que seguem o tratamento à risca têm uma qualidade de vida muito boa. E se se tratam, expõem muito menos seus parceiros nas relações sexuais.

Isso não significa que ao tomar a medicação o portador de HIV pode retirar a camisinha da relação. A camisinha é e sempre deverá ser usada nas relações sexuais por casais sorodiscordantes ou não. “Mesmo quando ambos são diagnosticados com HIV o preservativo é recomendado pelos médicos, já que dessa forma eles evitam aumentar a carga viral em seu organismo”, explicou Luciano.

O Programa é Referência Municipal no treinamento e tratamento em DST’s no município, realizando tratamento adulto e infantil. Os serviços oferecidos são:
- Tratamento e acompanhamento das pessoas vivendo com HIV/AIDS, Hepatites Virais (B e C);
- Atendimento Clínico de Vítimas de Violência Sexual; Gestantes com AIDS; Crianças expostas em HIV e Sífilis Congênita;
- Dispensação de medicamentos;
- Aconselhamento e testagem rápida em DST’S, atendimento social a pessoas vivendo com HIV/AIDS;
- Orientações sobre direitos sociais
- Ações sociais preventivas promovidas pela Prefeitura de Vila Velha em parceria com a Secretaria de Ação Social;
- Grupo de adesão no fortalecimento do tratamento;
- Treinamento em testagem rápida nas Unidades de Saúde do município;
- Treinamento aos técnicos das Unidades de Saúde no manejo clínico de pacientes portadores de HIV.

Em media são realizados aproximadamente 650 testes rápidos por mês (demanda espontânea). Atualmente 670 pacientes de Vila Velha estão em uso de antirretrovirais. Outros 1.500 pacientes com diagnóstico de HIV não precisam tomar a medicação. Há cerca de 230 pacientes em acompanhamento de Hepatites B e C.

Crianças

Há 62 crianças com HIV em tratamento no município. Outras 70 crianças expostas de Sífilis também são acompanhadas e aproximadamente 80 crianças expostas de Hepatite B e Toxoplasmose.

Serviço

Onde fazer os testes de HIV, Sífilis e Hepatites em Vila Velha:
CTA (Centro de Testagem e Aconselhamento): 3139-9151 e 3139-9634
SAE (Serviço de Atendimento Especializado em DST/HIV/AIDS e Hepatites Virais) Adulto e Pediátrico: 3139-9151

Endereço: Rua Castelo Branco, 1803, Centro de Vila Velha,