Egito acusa 40 de pertencerem ao Estado Islâmico

Geral

Egito acusa 40 de pertencerem ao Estado Islâmico

Redação Folha Vitória

- Cairo, 03/05/2015 - O promotor da província egípcia de Sharqiya, Bilal Abu Khadra, acusou formalmente 40 pessoas de pertencerem ao grupo Estado Islâmico e planejarem atentados terroristas. Segundo ele, os acusados teriam contato com membros da organização radical na Síria.

O promotor também afirmou que o líder da célula terrorista confessou ter recebido dinheiro dos extremistas para recrutar e treinar militantes. Segundo Khadra, 20 dos acusados estão presos, enquanto os outros serão julgados in absentia.

O Estado Islâmico conquistou uma presença mais firme no Egito em novembro do ano passado, quando uma célula islâmica com base no Monte Sinai se declarou filiada ao grupo. A acusação de Khadra marca a primeira vez que moradores da região do delta do rio Nilo são processados por pertencer ao Estado Islâmico. Fonte: Associated Press.