Presidente do Burundi demite três ministros, após tentativa frustrada de golpe

Geral

Presidente do Burundi demite três ministros, após tentativa frustrada de golpe

Redação Folha Vitória

Bujumbura - O presidente do Burundi, Pierre Nkurunziza, demitiu o ministro da Defesa, Pontien Gaciyubenge, que no começo do mês disse que as Forças Armadas poderiam desempenhar um papel neutro diante dos protestos que tomavam as ruas. Nkurunziza também substituiu o ministro de Assuntos Internacional, Laurent Kavakure, e a ministra de Comércio, Marie Nizigiyimana, informou o porta-voz da Presidência, Gervais Abayeho.

O Exército foi mobilizado nesta segunda-feira pela primeira vez para reprimir protestos de rua, colocando os militares em uma difícil posição em meio às persistentes manifestações contra a posição do presidente de disputar um terceiro mandato.

Um grupo de soldados que enfrentava centenas de manifestantes quase abriu fogo

diante de uma disputa sobre a possibilidade de usar força letal contra eles.

Os protestos começaram há três semanas, após o partido do governo nomear Nkurunziza como candidato nas eleições de junho. A situação ficou ainda mais instável na semana passada, quando um general anunciou um golpe de Estado, que entrou em colapso em dois dias. A polícia tentou acabar com os protestos, resultando em pelo menos 15 mortes, mas desde que Nkurunziza voltou ao palácio presidencial neste fim de semana,o Exército parece ter herdado o papel de colocar reprimir as manifestações. Fonte: Associated Press