Presidente do Chile nomeia novos ministros, entre eles o de Finanças

Geral

Presidente do Chile nomeia novos ministros, entre eles o de Finanças

Redação Folha Vitória

Santiago - A presidente do Chile, Michelle Bachelet, nomeou hoje os ministros de Finanças e de diversas outras pastas, num momento em que busca fôlego para seguir com uma agenda ambiciosa de reformas após uma série de escândalos machucar sua imagem e de instituições chilenas.

Em cerimônia, a presidente apresentou Rodrigo Valdes, presidente de um banco estatal, como o novo chefe de Finanças, substituindo Alberto Arenas. Ela também nomeou o ex-ministro da Defesa, Jorge Burgos como ministro do Interior, substituindo um aliado próximo, Rodrigo Peñailillo.

Bachelet nomeou Marcelo Díaz, atual embaixador do Chile na Argentina, como porta-voz chefe do governo, em lugar de Alvaro Elizalde. Outros postos, em ministério como Justiça e Cultura, também foram renovados.

Bachelet já havia informado que o ministro das Relações Exteriores Heraldo Munoz, que vem liderando um processo judicial do Chile no tribunal internacional em Haia contra reivindicações da Bolívia para acesso ao oceano, permaneceria no cargo.

Na semana passada, Bachelet anunciou em uma entrevista na televisão que havia pedido a renúncia do gabinete, diante de um escândalo que desencadeou investigações envolvendo diversos políticos.

As alegações de que um membro da família de Bachelet poderia ter recebido tratamento especial na concessão de um empréstimo que foi usado como parte de um lucrativo negócio imobiliário prejudicou a popularidade do presidente. Bachelet negou ter conhecimento do negócio. Fonte: Dow Jones Newswires.