• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Cingapura expandirá bases militares no norte da Austrália de olho na China

Geral

Cingapura expandirá bases militares no norte da Austrália de olho na China

Camberra - A pequena Cidade-estado de Cingapura, localizada no sudeste asiático, expandirá duas bases militares que mantém na Austrália, parte de um acordo comercial e militar já firmado entre os dois países como estratégia para a crescente tensão no Mar Meridional da China.

No projeto, Cingapura enviará 14 mil soldados a cada ano para as bases, em um sistema de treinos rotativos com quatro meses de duração. O investimento para essa expansão será da ordem de US$ 1,7 bilhões e será destinada para as bases de Townsville e Shoalwater Bay, regiões nordeste e sudoeste da Austrália, respectivamente.

"Nossas economias serão mais integradas e entrelaçadas. A cooperação na defesa também será reforçada", afirmou o Primeiro Ministro de Cingapura, Lee Hsien Loong. "As Forças Armadas de Cingapura serão mais capazes de realizar mais treinamentos na Austrália", completou.

Já o Primeiro Ministro da Austrália, Malcolm Turnbull, declarou que o acordo original, firmado em 2003, incrementou a economia dos dois países. Segundo Turnbull, este novo acordo "É uma melhoria enorme nas nossas relações com Cingapura".

Cingapura tem investido fortemente em defesa nos últimos anos.. Desde 2011 foram gastos US$ 8 bilhões e projetam mais US$ 10,7 bilhões para os próximos cinco anos. Seu gasto médio neste setor é de 4% do seu PIB anual, valor bem acima dos outros países do Sudeste Asiático.

Essa preocupação se justifica pelo fato da China construir diversas ilhas artificiais ao longo do Mar Meridional da China.Em recente visita à Pequim, Turnbull pediu liberdade de navegação e sobrevoo na região. A localização estratégica de Cingapura faz com que transite na região um terço de todo o comércio mundial, o que significa uma movimentação de US$ 5,3 trilhões a cada ano. Fonte: Dow Jones Newswires.