• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Chuvas provocam transtornos na Grande Vitória e dois imóveis são interditados

Geral

Chuvas provocam transtornos na Grande Vitória e dois imóveis são interditados

A Grande Vitória foi a região mais afetadas pelas chuvas. O município da Serra registrou o maior volume nas últimas 24 horas: 34 milímetros

No bairro Gurigica, um deslizamento de terra acabou atingindo o muro de uma casa, na madrugada de segunda (22) para terça-feira (23) Foto: Defesa Civil

As chuvas registradas na região da Grande Vitória nestas terça (23) e quarta-feiras (24) causaram transtornos à população capixaba. Em diversos bairros foram registrados alagamentos e dois imóveis chegaram a ser interditados pela Defesa Civil.

Vitória registrou, nas últimas 96 horas, um volume acumulado de 158,51 milímetros de chuva, segundo dados dos pluviômetros do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden). O número registrado é mais do que o dobro previsto para o mês de maio, que era de 70 milímetros.

Devido ao período de chuva constante na Grande Vitória, de terça (23) para quarta-feira (24), aconteceu um deslizamento de um muro na avenida Santo Antônio, nº 40, na Vila Rubim, sem vítimas. O local fica atrás de um posto de combustíveis e próximo à rodoviária. A Defesa Civil Municipal fez uma interdição parcial do local com o objetivo de garantir a segurança das pessoas e continuará monitorando a situação.

No bairro Gurigica, um deslizamento de terra acabou atingindo o muro de uma casa, na madrugada de segunda (22) para terça-feira (23). A Defesa Civil interditou a residência atingida e um sobrado de dois pavimentos, além de isolar a área. Os moradores foram encaminhados para casa de parentes.

Na manhã desta terça (23), a equipe da Defesa Civil voltou ao local com uma geóloga e manteve a interdição do imóvel de baixo que foi atingido. Já o de cima sofreu uma interdição parcial. Além disso, foi colocada uma lona no local para evitar nova infiltração no solo.

Grande Vitória

Os veículos que precisaram passar pelo bairro Ponta da Fruta, em Vila Velha, encontraram dificuldades por conta do alagamento registrado nesta quarta. Diversos bairros da região também foram castigados pelas chuvas. Membros e funcionários de uma igreja em Cidade da Barra ficaram ilhados. Em Barramares, não foi diferente. Veja abaixo um vídeo que mostra a lama se misturando ao esgoto:

De acordo com a Defesa Civil de Vila Velha, além dos alagamentos, as chuvas desta quarta-feira também provocaram quedas de árvores no Centro e em Itapoã. Foram realizados pedidos de vistorias em residências dos bairros Jabaeté, Vale Encantado e Jardim Guaranhus por conta de rachaduras. Uma clínica odontológica na Praia da Costa precisou ser interditada após o desabamento de uma estrutura de uma estrutura de gesso.

A Grande Vitória foi a região mais afetada pelas chuvas. A Serra registrou o maior volume nas últimas 24 horas: 34 milímetros. A água cobriu calçadas no bairro Jardim Carapina. Já em Cariacica, houve registros de isolação de ruas.

Alerta

Foto: Defesa Civil ​

Diante desse cenário, a Defesa Civil faz um alerta a população para o risco de deslizamentos de terra ou rolamentos de blocos rochosos, já que as encostas encontram-se com o solo saturado (encharcado), aumentando, assim, o peso e o risco dessas ocorrências. Segundo a Defesa Civil, o solo se torna uma "pasta" de lama que se desprende da encosta e escorrega.

Em períodos de chuvas intensas e em caso de risco de deslizamentos, desabamentos ou rolamentos de blocos, a população deve ficar atenta às dicas de segurança da Defesa Civil:

:: fique atento ao alerta da Defesa Civil e às informações dos serviços públicos;
:: em caso de risco, saia de casa e busque um lugar seguro na casa de parentes;
:: não retorne ao local de deslizamento sem que a Defesa Civil tenha feito uma avaliação do terreno;
:: avise imediatamente ao Corpo de Bombeiros e à Defesa Civil;
:: se for o caso, procure desligar a chave de luz do local que desabou;
:: a entrada de crianças deve ser evitada;
:: a área deve ser evacuada;
:: o local atingido deve ser abandonado com rapidez, mas sem correrias. Ninguém deve se preocupar em levar objetos consigo;

"Os desabamentos podem ser ocasionados por fortes chuvas ou problemas na estrutura das construções. Em caso de acidentes desse tipo, não seja curioso. Ficar próximo ao local não é aconselhável, pois a área pode sofrer novos desabamentos. Só fique perto da área se for capaz de prestar socorro", orientou o coordenador da Defesa Civil Municipal, Jonathan Jantorno Rocha.