Falta de gás de cozinha é registrada na Grande Vitória e no interior do Estado

Geral

Falta de gás de cozinha é registrada na Grande Vitória e no interior do Estado

Na Região Sul a informação é de que não há mais o produto para a população

Apenas em algumas distribuidoras da Grande Vitória a botija é encontrada / Foto:  TV Vitória

As distribuidoras de gás do Espírito Santo estão com dificuldade para vender o produto. Isso porque, segundo quem trabalha nesses locais, com a greve dos caminhoneiros os botijões não chegam até eles.

Na manhã desta quarta-feira (30) a equipe da TV vitória entrou em contato com uma distribuidora de Vitória. Ela informou que normalmente o gás é vendido a R$ 70, mas quando há muito no estoque eles fazem a R$ 65. O problema é que ele não tem nada no estoque. Isso acontece em outros estabelecimentos também.

Algumas distribuidoras ainda possuem o produto. Dependendo do local há entre 14 a 30 botijas, mas que não devem durar por muito tempo. A informação da falta de gás também foi confirmada pelo Sindicato dos Revendedores de Gás do Espírito Santo.

De acordo com o sindicato, diante dessa situação eles se reuniram na última terça-feira (29) com a Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp) e foi assinado um acordo para que a Polícia Militar faça a escolta dos caminhões que saem com gás de Barra do Riacho, em Aracruz, no terminal da Petrobras. O sindicato disse que cerca de 30 caminhões saíram de lá escoltados levando gás para a Região Metropolitana e também para o interior do Estado.

As empresas disseram que estão com dificuldade para vender, mas não estão alterando o preço, que varia de R$ 55 a R$ 70 na Região Metropolitana.