Manifestações na Grande Vitória continuam no 8º dia de paralisação de caminhoneiros

Paralisação dos caminhoneiros

Geral

Manifestações na Grande Vitória continuam no 8º dia de paralisação de caminhoneiros

Diversos grupos se espalharam pelas cidades para manifestar apoio ao movimento de paralisação de caminhoneiros

Manifestação na avenida Fernando Ferrari

A segunda-feira (28) foi marcada por manifestações nos municípios da Grande Vitória. Diversos grupos se espalharam pelas cidades para manifestar apoio ao movimento de paralisação de caminhoneiros, que acontece em todo o Brasil desde o último dia 21 de maio.

Na noite desta segunda, um grupo segue realizando ato pela avenida Fernando Ferrari, em Vitória. De acordo com a Central de Videomonitoramento da Guarda Municipal, são cerca de 5 caminhões e vários motociclistas que seguem, em 'marcha lenta', em direção ao município da Serra. O ato provoca intenso congestionamento na avenida.

Veja a situação do trânsito em tempo real!

Durante a tarde, manifestantes realizaram carreata, que reuniu motocicletas e caminhões, conduzidos por pessoas favoráveis ao movimento dos caminhoneiros. O grupo chegou à capital por meio da Segunda Ponte. Eles seguiram pela cidade na direção norte. Os manifestantes fizeram 'buzinaço' e levaram bandeiras do Brasil pregadas nos veículos.

A paralisação dos caminhoneiros teve início na segunda-feira (21). Uma das principais reclamações é alta do preço dos combustíveis, mas para as pessoas que resolveram expressar o apoio ao movimento, a causa é muito maior.

Manifestações na GV

O último domingo (27) na Região Metropolitana do Espírito Santo também foi marcado por manifestações em apoio ao movimento paredista de caminhoneiros. Foram registrados protestos nos municípios de Vila Velha, Vitória, Cariacica e Viana.

Em Vila Velha, a manifestação aconteceu durante todo o dia. O protesto, que ocorreu em forma de carreata, teve início no Parque da Prainha. Os manifestantes passaram pela avenida Luciano das Neves, Rodovia do Sol, Darly Santos e seguiram sentido avenida Lindenberg até chegarem na Segunda Ponte. Houve 'buzinaço' durante o movimento.

Em Vitória, de acordo com a Central de Videomonitoramento da Guarda Municipal, os manifestantes se concentraram na Praça do Papa por volta das 17h. Às 18h40 o grupo encerrou o movimento e começou a se dispersar.

Durante a manhã, teve pedalaço e motociata. Foram mais de 200 motociclistas, apoiados por dois caminhões, que seguiram pela BR 262 de Cariacica a Viana. Eles se reuniram em frente ao Estádio Kleber Andrade. O objetivo da motociata foi uma demonstração de apoio ao movimento dos caminhoneiros.

Durante a manhã, teve pedalaço e motociata. Foram mais de 200 motociclistas, apoiados por dois caminhões, que seguiram pela BR 262 de Cariacica a Viana. Eles se reuniram em frente ao Estádio Kleber Andrade. O objetivo da motociata foi uma demonstração de apoio ao movimento dos caminhoneiros.

Multa

O Governo do Espírito Santo vai começar a aplicar, nesta segunda-feira (28), multas para caminhoneiros e manifestantes que impedirem a liberação de cargas essenciais para serviços e para a vida humana nas rodovias que cortam o Espírito Santo.

A medida foi anunciada durante coletiva de imprensa, neste domingo (27), com a presença do governador do Espírito Santo, Paulo Hartung, o secretário de Estado da Segurança Pública, Nylton Rodrigues, o Secretário da Fazenda Bruno Funchal e demais autoridades presentes.

A multa, cujo valor é de R$ 20 mil, foi permitida após uma liminar concedida pela Justiça.