Moradores e prefeitura buscam solução para pessoas em situação de rua, em Guarapari

Geral

Moradores e prefeitura buscam solução para pessoas em situação de rua, em Guarapari

Uma reunião será realizada nesta quarta-feira (30) no Ministério Público de Guarapari.

Glenda Machado

Redação Folha da Cidade

Após a divulgação de uma série de imagens onde é possível ver diferentes moradores de rua em situação de abandono, inclusive em pontos turísticos da cidade, como a praça do antigo Radium Hotel, praças públicas e avenidas da cidade, uma reunião com a presença da secretária de Assistência Social e Cidadania está marcada nesta quarta-feira (30) às 14h no Ministério Público de Guarapari.

Moradores são vistos em diversas marquises da cidade. Foto: Folha da Cidade

De acordo com o atual representante da Rede de Promoção a Ambientes Seguros (Repas), Themistocles Sant’Ana a entidade procurou o Ministério Público para buscar uma solução para a situação, que segundo a Rede tem causado muitos transtornos para a população do município. “Vamos expor novamente os fatos e cobrar um plano de ação para que tudo seja solucionado”, disse.

Durante a reunião a Repas pretende buscar explicações quanto ao funcionamento da Casa Dia no município, que pode estar operando com irregularidades. “O município precisa fazer adequações para recolher esses moradores de rua. Nós que moramos na cidade podemos ver que o serviço não funciona”, completou o presidente da Repas.

Prefeitura forma comissão para discutir situação

A Prefeitura de Guarapari também está se mobilizando para tentar solucionar o problema. Através da Secretaria Municipal de Trabalho, Assistência e Cidadania (Setac) e Secretaria de Postura e Trânsito, realizou na última sexta-feira (25) uma reunião com as lideranças religiosas da cidade para buscar solução para o aumento no número de moradores em situação de rua, em Guarapari.

Durante a reunião os participantes chegaram a um acordo para a criação de uma comissão para tratar da situação dos moradores em situação de rua na cidade, composta de representantes do Poder Público Municipal e lideranças religiosas, representantes da segurança e pessoas envolvidas com o tema.

“Nós queremos caminhar juntos, contando com a experiência de vocês na abordagem a essas pessoas, pensarmos juntos em soluções para diminuir esses números. Para isso é preciso que as lideranças religiosas aceitem a nossa proposta de parceria”, afirmou a secretaria de Assistência e Cidadania, Shirley Pereira.

Para o Pastor Samuel Kneipp, o grande problema enfrentado hoje pelo município são os trecheiros. “Guarapari é uma cidade turística que tem atrativos de paisagem e turismo belíssimo, isso atrai um fluxo muito grande de trecheiros, pessoas que vão de cidade em cidade, conhecendo os lugares e ficam na rua, trabalhando com artesanato para juntar dinheiro e ir para outro município”.

Agora essa comissão vai se reunir de quinze em quinze dias, sempre às sextas-feiras, e juntos irão fazer um levantamento sobre os diversos grupos de pessoa em situação de rua, trazer propostas e discutir ações conjuntas no combate ao aumento desses números em Guarapari.