Os reflexos do 10º dia de paralisação dos caminhoneiros em Guarapari

Geral

Os reflexos do 10º dia de paralisação dos caminhoneiros em Guarapari

Nesta quarta-feira (30), a paralisação dos caminhoneiros completa dez dias consecutivos em todo país.

Carolina Brasil

Redação Folha da Cidade
Estima-se que 200 caminhões estejam parados nas proximidades do trevo da BR 101, em Guarapari.

Veículos e motoristas continuam parados próximos ao trevo da BR 101, em Guarapari. No Estado, são 26 pontos de manifestações, de acordo com a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp). Não há via bloqueada.

Setores foram afetados e serviços públicos comprometidos. Em Guarapari, alguns postos estão recebendo combustíveis, mas os motoristas enfrentam filas para abastecer.

Transporte público

Os ônibus da empresa Expresso Lorenzutti estão sendo abastecidos e a frota do transporte público municipal está rodando com 100%, sem redução e com horários normais.

Escolas

As escolas da rede municipal não tiveram as aulas suspensas. Nesta quinta-feira (31), feriado de Corpus Christi, não abrem. O mesmo acontece na sexta (1º), já que a Prefeitura de Guarapari decretou ponto facultativo.

Supermercados

De acordo com a Associação Capixaba de Supermercados (Acaps), os setores mais afetados são de hortifruti, de proteína animal e de leite e derivados. A Acaps não pode informar a situação de cada empresa.

Aqui em Guarapari, supermercados têm conseguido driblar o desabastecimento completo e sente falta de alguns produtos. O mesmo vale para o gás de cozinha, alguns revendedores estão com os estoques zerados.

Coleta de lixo

De acordo com a Companhia de Melhoramentos e Desenvolvimento Urbano de Guarapari (Codeg), os serviços de coleta de lixo urbano e hospitalar seguem parcialmente suspensos. A Prefeitura informou que outros serviços que dependem de veículos do município não estão sendo realizados, mas garantiu que as ambulâncias e transporte escolar estão funcionando normalmente.

Apoio

Nessa segunda-feira (28), a população de Guarapari se juntou com carros, motos e bicicletas, e seguiu por algumas das principais vias da cidade até o ponto de paralisação existente na cidade em apoio ao movimento. Entidades e pessoas continuam levando doações para minimizar os transtornos dos trabalhadores parados em protesto.

E mais uma mobilização está sendo marcada pelas redes sociais para esta quarta-feira (30) em direção ao trevo da BR 101. De acordo com participantes do movimento, a concentração está marcada para as 19h, no Radium Hotel.