Cresce número de salas de cinema no ES, mas acesso ainda é restrito

Geral

Cresce número de salas de cinema no ES, mas acesso ainda é restrito

Mesmo com o crescimento do número de salas de cinema em todo o país, apenas 12 dos 78 municípios do Espírito Santo possuem salas

Foto: Divulgação/Pexel

Ir ao cinema é considerado um dos programas mais corriqueiros dentre as possibilidades de lazer do capixaba atualmente. Apesar, no entanto, da aparente normalidade desta atividade, assistir a um filme em um cinema, ainda não pode ser considerado um programa de baixo custo, o que tende a dificultar o acesso das classes populares.

A distribuição de salas de cinemas no Espírito Santo - e no Brasil - e o acesso da população a esses locais podem apresentar um reflexo da concentração socioeconômica e da desigualdade regional do país, conforme dados da Agência Nacional de Cinema (Ancine). 

De cada dez salas de cinema no Brasil, sete estão em cinco estados do Sudeste e do Sul (São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Paraná). Mais da metade está nos estados do Rio e de São Paulo. No Espírito Santo, apenas 12 dos 78 municípios possuem salas de cinema.

Os resultados, entre outros aspectos, são os entraves que dificultam a democratização do cinema por conta dos valores dos ingressos – consequência da dominação da indústria cultural sobre as salas de exibição.

"O ingresso custa caro na grande maioria das salas de cinema espalhadas pelo país, e isso não é diferente no Estado. Um pai de família, por exemplo, com uma renda mensal de um ou dois salários mínimos, para levar um ou dois filhos, tem gasto com transporte, ingressos, alimentação. Isso pesa no orçamento. Esse acesso, às vezes é difícil de acontecer. Acaba que essas grandes produções não chegam a essas pessoas mais carentes", analisa a professora do curso de Cinema e Audiovisual da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), Gabriela Santos Alves.

Apesar de o setor audiovisual ter registrado um crescimento nos últimos anos no país, parcela significativa da população brasileira – 46%, ou 93,2 milhões de pessoas – ainda não possui acesso ao cinema no município onde mora, segundo o estudo Impacto Econômico do Setor Audiovisual Brasileiro.

A professora ressalta a importância de ações que promovam o acesso ao cinema nas classes mais populares. "As grandes produções não chegam a essas pessoas, localizadas em regiões de vulnerabilidade social. Por isso, é importante que projetos sociais, seja privado ou gerido pelo poder público, como o cinema itinerante, ofereçam para essas pessoas o acesso à cultura, ao entretenimento. É preciso levar até essas comunidades a discussão que o cinema pode promover. Eu acredito que o cinema potencializa alguns discursos, gera debates e temáticas que levem para as pessoas uma nova forma de pensar".

Cinema itinerante

Foto: Divulgação/ArcelorMittal Tubarão
Carreta com sala móvel de cinema fará um tour pelo município da Serra neste mês de maio. 

A partir desta quinta-feira (09), bairros do município da Serra começam a receber sessões de cinemas bem diferentes. Trata-se do circuito "Cinema é pra você, sim!", que prevê sessões de cinema inteiramente grátis e visa alcançar regiões onde há pouco acesso da população a atividades culturais.

Os filmes foram escolhidos para agradar a toda a família. São títulos internacionais de grande sucesso nos gêneros de animação, comédia, ação e aventura, como “Vingadores: Guerra Infinita”, “Mulher Maravilha”, “Jurassic World: Reino Ameaçado”, "Extraordinário”, “Moana” e "Touro Ferdinando".

A sala móvel de cinema, instalada sobre uma carreta, fará um tour pelo município. Com capacidade para 78 expectadores, o cinema móvel conta com isolamento térmico e acústico. Possui ar condicionado, bomboniére, som estéreo, projeção convencional e 3D, gerador próprio e elevador para acesso de pessoas com necessidades especiais.

Os ingressos, gratuitos e individuais, serão distribuídos por ordem de chegada uma hora antes do início das sessões. Além do ingresso, a pipoca e o refrigerante também serão totalmente gratuitos.

A mostra de cinema itinerante é uma iniciativa da ArcelorMittal Tubarão, em parceria com as secretarias de Cultura do Estado e do município da Serra.

Confira a programação:

- Bairro Novo Horizonte: entre os dias 09 e 12

- Cidade Continental: entre os dias 15 e 18

- Jardim Carapina: entre os dias 20 e 22

- Planalto Serrano: entre os dias 25 e 28

*** As sessões serão promovidas às 8h, 10h, 14h, 16h e 19h