• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Cerca de 200 moradores em situação de rua são atendidos por Centro de Assistência Social de VV

CORONAVÍRUS

Geral

Cerca de 200 moradores em situação de rua são atendidos por Centro de Assistência Social de VV

Por semana, aproximadamente mil moradores em situação de rua procuram o Centro-Pop

Foto: Reprodução TV Vitória

Durante o período de pandemia do novo coronavírus, o Centro Especializado para População em Situação de Rua (Centro-Pop) de Vila Velha está reforçando a distribuição de alimentos e fornecendo máscaras. 

Há pouco mais de um ano e meio, Antônio da Silva saiu da Bahia e veio para o Espírito Santo atrás de um emprego. Mas a busca não teve sucesso e, desempregado, acabou sem ter onde morar. 

Atualmente, Antônio conta com o apoio do Centro-Pop para se alimentar. "Se eu não viesse aqui, ficaria com fome o dia todo", conta. 

Francisco Carlos vive uma situação semelhante. O catador de materiais recicláveis enfrenta, nos últimos meses, dificuldades para conseguir dinheiro. "Depois que apareceu esse coronavírus, está difícil achar material para vender e conseguir um dinheiro", explica. 

Essa realidade é vivenciada por muitas pessoas. Por semana, aproximadamente mil moradores em situação de rua procuram o Centro-Pop de Vila Velha em busca de alimento. No período de pandemia, o local também está entregando máscaras. 

O educador social Robson Xavier reforça que, neste momento, é muito importante cuidar de toda a população. "Vila Velha tem um grande número de pessoas infectadas. A prefeitura está distribuindo as máscaras paras os grupos que preocupam pela vulnerabilidade", relata. 

Com cerca de 200 pessoas atendidas por dia, o Centro-Pop está ampliando o funcionamento, e agora atende a população de domingo à domingo. Nesse primeiro momento serão distribuídas mil máscaras para os moradores em situação de rua.

"Nos funcionamos todos os dias. A alimentação é distribuída no café da manhã, no almoço e no jantar. As máscaras são distribuídas três dias por semana, segunda, quarta e sexta-feira, durante as manhãs e tarde. Elas podem ser lavadas e reutilizadas", explica.

Uma pia foi instalada na entrada do Centro-Pop para que as pessoas possam higienizar as mãos e lavar as máscaras para o reuso. 

Cientes da vulnerabilidade, os moradores estão fazendo o que podem para se prevenir.  "Eu costumo usar o álcool sempre que tenho condições. Quando não dá, sempre lavo a mão", disse Antônio. 

Vila Velha é um dos municípios com o maior número de casos, 1.955 pessoas foram infectadas .e 74 morreram vítimas da covid-19. Segundo a última atualização da Secretária Estadual de Saúde, realizada na tarde desta segunda-feira (25), o município ocupa a segunda posição, ficando atrás apenas da Serra, que tem 1.955 casos e 125 óbitos.

*Com informações do repórter da TV Vitória/Record TV, Vitor Moreno.