• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Grávida morre por coronavírus na Serra; médicos conseguem salvar bebê após parto às pressas

CORONAVÍRUS

Geral

Grávida morre por coronavírus na Serra; médicos conseguem salvar bebê após parto às pressas

A jovem era moradora de Fundão e tinha 25 anos; como a criança nasceu prematura, ela permanece internada no hospital

Foto: Reprodução/Facebook

Uma jovem de 25 anos, que estava grávida de sete meses, morreu por coronavírus na Serra. Os médicos conseguiram fazer o parto de emergência e salvar o bebê. O caso aconteceu na última terça-feira (12).

Segundo a família, Daiane Galvão morava em Fundão e estava internada no Hospital Jayme dos Santos Neves, mas acabou não resistindo a doença. 

Por telefone, o marido da jovem, Antônio Carlos Bruno da Silva, conversou com a reportagem da Rede Vitória. Ele foi o primeiro a apresentar os sintomas da covid-19 há quase um mês, depois, a esposa também apresentou os sintomas.

De acordo com o Antônio, primeiro Daiane foi internada no hospital com quadro de saúde delicado, mas ela não quis continuar e saiu por conta própria do lugar, porque dizia que tinha medo de morrer.

Com a piora, Daiane acabou voltando ao hospital no mesmo dia. E, dois dias depois, a opção dos médicos foi fazer uma cesárea às pressas para salvar a vida da filha do casal. Após o parto, a jovem chegou a ter uma leve melhora, mas em seguida acabou tendo estado de saúde agravado.

Os parentes chegaram a fazer uma carta explicando tudo o que tinha acontecido com a jovem e contaram que o bebê havia sobrevivido ao parto. Porém, ela acabou não resistindo e faleceu.

"Quando ela já tinha ganhado a neném, ela começou a melhorar do coma induzido. Inclusive com a carta que a gente fez para ela, falando que a gente estava bem, que a neném estava bem, ela começou a chorar... depois no outro dia ela começou a piorar e aconteceu isso aí", lamentou o marido.

Agora, a família espera poder voltar para casa com a pequena Ágata. A bebê não tem o coronavírus, mas como nasceu prematura, permanece internada.


* Com informações de Nathália Munhão, da TV Vitória / Record TV