'Ainda não os conheço, mas estou com saudade', diz mãe de gêmeos transferidos para hospital na Serra

Geral

'Ainda não os conheço, mas estou com saudade', diz mãe de gêmeos transferidos para hospital na Serra

Ravi e Rian nasceram em Ibatiba, por volta das 7 horas desta quarta-feira, e tiveram de ser transferidos para a região metropolitana com urgência, porque estavam abaixo do peso e com insuficiência respiratória

Foto: Reprodução

Dois irmãos gêmeos, que nasceram prematuros na manhã desta quarta-feira (19), em Ibatiba, na região do Caparaó do Espírito Santo, tiveram de ser transportados de helicóptero para a Grande Vitória. Após uma operação delicada para a realização do transporte, os recém-nascidos foram internados no Hospital Jayme dos Santos Neves, na Serra.

Ravi e Rian nasceram em Ibatiba, por volta das 7 horas desta quarta-feira, e tiveram de ser transferidos para a região metropolitana com urgência, porque estavam abaixo do peso e com insuficiência respiratória. Os bebês nasceram com oito meses e precisavam de cuidados intensivos, que não conseguiriam no interior do estado.

Por causa disso, o helicóptero do Núcleo de Operações e Transporte Aéreo (Notaer) foi acionado. Para serem transportadas, as duas crianças foram colocadas em uma incubadora neonatal, um equipamento que oferece um ambiente controlado de umidade, temperatura e fluxo de ar.

A mãe dos gêmeos é a professora Márcia Moreira Mendes. Ela conta que a remoção dos bebês era tão urgente que ela não pôde conhecer os filhos. Só os viu por meio de fotos. A professora continua internada no hospital onde as crianças nasceram e diz que não vê a hora de, enfim, conhecer os filhos. 

"Estou com uma vontade de ver eles tão grande que você nem imagina. Pegar eles, sentir o cheirinho deles. Não é fácil não. Mas estou muito feliz deles estarem sendo bem tratados. Eu não conheço eles ainda, mas estou com muita saudade. Só mãe mesmo, não tem como explicar", afirmou.

O pai, o agricultor Erivelto Silva Dias, também é só agradecimentos. "Só agradecer mesmo. Primeiramente a Deus, pelas crianças, e às equipes médicas, que fizeram um trabalho muito bom", disse.

Márcia relembra o início da gravidez e quando soube da notícia de que seria mãe de gêmeos. "Estávamos tentando ter um bebê fazia sete meses. Aí, quando descobri que estava grávida, falei: 'olha, que lindo! Estou grávida'. Quando fui no ultrassom, o médico falou: 'é, vão ser dois'. Foi um susto, uma alegria e uma preocupação também", relatou.

Com informações do repórter Álvaro Zanotti, da TV Vitória/Record TV