Cigarros ou faísca podem ter causado incêndio que queimou 500 pessoas em Taiwan

Geral

Cigarros ou faísca podem ter causado incêndio que queimou 500 pessoas em Taiwan

Redação Folha Vitória

Taipei, Taiwan - A ponta de cigarro ou uma faísca podem ter causado o incêndio que queimou 498 pessoas que estavam em uma festa em um parque aquático neste fim de semana em Taipei, em Taiwan. Segundo funcionários, o fogo começou depois que um pó colorido que estava sendo lançado sobre a multidão se inflamou.

Mais de 400 pessoas permanecem internadas, incluindo 202 em estado grave, de acordo com autoridades da cidade. A Agência Central de Notícias de Taiwan relatou a morte de uma mulher de 20 anos que teve queimaduras em 90% do seu corpo. Seu irmão, de 12 anos, também teve queimaduras em 90% do corpo.

A polícia fez acusações criminais contra o organizador da festa de sábado, bem como dois técnicos do parque Formosa Fun Coast, no subúrbio de Taipei.

"Ainda não está claro o que aconteceu, mas havia um grande número de pessoas fumantes e o clima estava quente", disse o chefe de imprensa da cidade Nova Taipei. Temperaturas em torno de Taipei superaram os 36ºC antes da festa.

As três toneladas de pó colorido à base de amido foram comprados pelos organizadores de Tai Won, um vendedor no condado sul da ilha de Yunlin, e eram inflamáveis, disse o chefe.

Segundo o fornecedor, eles não sabiam para que o pó seria usado e nem a quantidade que seria usada. "Poderia ser suprimentos para um ano inteiro", disse o porta-voz da empresa.

No domingo, o primeiro-ministro de Taiwan, Mao Chi-kuo, proibiu o uso do pó nos próximos eventos privados. O pó colorido muitas vezes é jogado em foliões durante as celebrações anuais de Holi, um festival Hindu, na Índia e no Nepal. O parque aquático foi condenado a fechar depois do incêndio.

O organizador do evento, Lu Chung-chi, chegou a ser preso, mas foi liberado depois de pagar fiança no valor de US$ 32 mil e ser proibido de sair da ilha, disse um porta-voz da polícia. Fonte: Associated Press.