Após ataques, rebeldes do Delta do Níger aceitam trégua de 30 dias, diz jornal

Geral

Após ataques, rebeldes do Delta do Níger aceitam trégua de 30 dias, diz jornal

Redação Folha Vitória

Abuja - Militantes do Delta do Níger fecharam um acordo com o governo da Nigéria para uma trégua de 30 dias, de acordo com o site do jornal This Day, citando uma fonte não identificada.

Nas últimas semanas, os militantes tinham intensificado uma série de ataques a oleodutos da Nigéria, o que levou a uma redução da oferta de petróleo em cerca de um milhão de barris por dia.

O governo e a estatal Nigerian National Oil não comentaram imediatamente o assunto para confirmar os relatos.

O último ataque do grupo ocorreu no dia 16/6. Os rebeldes têm protestado contra o governo nigeriano, que eles acusam de roubar recursos naturais na região do Delta do Níger.

Os militantes havia dito anteriormente que não iriam considerar qualquer acordo de paz sem a presença de mediadores internacionais, mas Emmanuel Ibe Kachikwu, o ministro do petróleo, disse durante uma reunião da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) que ele tinha avançado nas negociações de um acordo com os militantes.

A notícia, se confirmada, pode afetar os preços do petróleo, que têm sido apoiados acima de US$ 50 o barril nas últimas semanas, em parte por causa da interrupção do fornecimento da Nigéria. Fonte: Dow Jones Newswires.