• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Oito municípios do Espírito Santo registram tarde mais fria do ano

Geral

Oito municípios do Espírito Santo registram tarde mais fria do ano

O frio deve continuar no Espírito Santo. E, já na semana que vem, deve ficar ainda mais rigoroso, com chance de geada ao amanhecer em alguns pontos mais elevados

Incaper registrou tarde mais fria do ano em Vitória: 20,8° Foto: Divulgação

De acordo com a equipe de meteorologia do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), a tarde desta quinta-feira (09) foi considerada a mais fria do ano nos municípios capixabas situados ao sul do Rio Doce. 

Nas áreas mais altas da região Serrana, as temperaturas máximas foram de apenas 16°C (Venda Nova do Imigrante). Ao norte do Rio Doce, não foram registrados recordes, mas as máximas ficaram abaixo dos 26°C. 

O frio deve continuar no Espírito Santo. E, já na semana que vem, deve ficar ainda mais rigoroso, com chance de geada ao amanhecer em alguns pontos mais elevados.

“A geada ocorre quando a temperatura fica próxima a zero, em decorrência da entrada de uma massa de ar frio. O orvalho que se forma durante a madrugada acaba congelando um pouco antes do amanhecer, dando a característica do fenômeno que são justamente as gotículas congeladas”, explicou Bruce Pontes, meteorologista do Incaper.

Frio pode bater novo recorde no fim de semana

De acordo com o Incaper, recordes de madrugada mais fria do ano estão previstos para a semana que vem, especialmente nas áreas mais altas do Estado.

Veja os recordes registrados em algumas estações meteorológicas: 

Vitória: 20,8 °C
Aracê (Domingos Martins): 15,8°C
Santa Teresa: 15,6 °C
Linhares: 21,7 °C
Afonso Cláudio: 18,6 °C
Alfredo Chaves: 19,7°C
Presidente Kennedy: 19,8 °C
Iúna: 16,3 °C

Recorde de calor no extremo norte capixaba

No início da semana, a temperatura subiu muito perto da Bahia por causa da aproximação de uma frente fria. Um calor extremo, nada típico para esta época do ano, foi observado nas áreas capixabas mais próximas à divisa com a Bahia, na tarde de terça-feira (07). 

Também fez muito calor no oeste da Região Serrana e divisa com Minas Gerais. A temperatura subiu por causa dos ventos de noroeste/oeste forçados pelo reposicionamento do anticiclone subtropical, que está dando lugar à frente fria. O avanço dela provocou diminuição do calor no sudeste do Estado, incluindo a Grande Vitória, por outro lado. 

A única estação meteorológica que registrou recorde foi São Mateus, com temperatura máxima de 37 °C. Este valor bateu o recorde anterior, que era de 36°C, observado em janeiro. Contudo, outras estações marcaram temperaturas muito altas, mas não superaram os recordes de janeiro: Pinheiros teve máxima de 39,5 °C e Mucurici observou calor de 38,3 °C (os recordes de janeiro superaram os 40 °C). Os dados são do Incaper e do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET).