Procuradoria da Venezuela abre novo processo contra chefe da polícia política

Geral

Procuradoria da Venezuela abre novo processo contra chefe da polícia política

Redação Folha Vitória

Caracas - A Procuradoria Geral da Venezuela abriu um processo contra o chefe da polícia política do país, o general Gustavo González López, por suspeita de graves e sistemáticas violações aos direitos humanos. González López é diretor do Serviço Bolivariano de Inteligência Nacional (SEBIN) e foi convocado para comparecer em 4 de julho como indiciado, segundo um comunicado desta sexta-feira.

O processo iniciado contra González López se vincula a uma investigação do Ministério Público sobre "privações ilegítimas de liberdade", buscas "arbitrárias" e casos de pessoas que permanecem detidas apesar de os tribunais terem ordenado sua libertação.

A ação contra o também ex-ministro das Relações Exteriores ocorre um dia após o Ministério Público anunciar a abertura de um processo contra um ex-comandante da Guarda Nacional, major-general Antonio Benavides, que foi convocado para 6 de julho a comparecer também na qualidade de indiciado por supostas violações aos direitos humanos cometidos nos protestos contra o governo que já duram três meses e deixaram ao menos 76 mortos. Fonte: Associated Press.