• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Campanha de vacinação contra a gripe ainda não atingiu a meta em 25 municípios do Estado

Geral

Campanha de vacinação contra a gripe ainda não atingiu a meta em 25 municípios do Estado

O objetivo é que o percentual de vacinados nos grupos prioritários com meta chegue a 90% pelo menos, que são 867.538 pessoas

A campanha continua até o dia 22 de junho / Foto: Reprodução

A campanha de vacinação contra a gripe foi prorrogada até o dia 22 de junho aqui no Espírito Santo, pois 25 municípios não atingiram a meta de 90% de vacinação.

De acordo com o Ministério da Saúde, o Estado vacinou, até o dia 12 de junho, 87,6% do público-alvo prioritário para a campanha da gripe. No total, 963,9 mil pessoas devem ser vacinadas no estado. Para isso, o Ministério da Saúde disse que enviou um milhão de doses da vacina. O público com a menor cobertura vacinal até o momento é o das crianças, com 73,8%. 

As cidades que não atingiram a meta são: Linhares, Sooretama, Afonso Cláudio, Santa Maria de Jetibá, Vitória, Guarapari, Serra, Vila Velha, Cariacica, Boa Esperança, Água Doce do Norte, São Mateus, Pinheiros, Nova Venécia, Montanha, Pedro Canário, Barra de São Francisco, Piúma, Marataízes, Iúna, Bom Jesus do Norte, Muqui, Ibitirama, Atílio Vivácqua e Apiacá.

A coordenadora do Programa Estadual de Imunizações, Danielle Grillo, disse que o objetivo é que o percentual de vacinados nos grupos prioritários com meta chegue a 90% pelo menos (867.538 pessoas), conforme preconiza o Ministério da Saúde. Por isso, ela orienta que todas as pessoas que fazem parte do público-alvo, mas que não tomaram a vacina, procurem a unidade de saúde mais próxima de sua casa para garantir a proteção.

Ampliação do público-alvo

Em ofício enviado às Secretarias de Estado da Saúde do país, o Ministério da Saúde recomenda que, a partir da próxima segunda-feira (18), “os municípios que ainda não tiverem atingido a meta de 90% deverão buscar estratégias para continuar vacinando os grupos prioritários da campanha contra influenza, em especial crianças, gestantes, idosos e pessoas com comorbidades, uma vez que a vacinação contra a influenza contribui sobremaneira para a redução das complicações, das internações e, consequentemente, da mortalidade decorrente das infecções pelo vírus da gripe nos grupos alvos já definidos”.

O ofício orienta também que, a partir de segunda-feira, os municípios que ainda tiverem disponibilidade de vacina poderão estender a vacinação para crianças de 5 a 9 anos de idade e para adultos de 50 a 59 anos, não devendo ser contabilizadas como meta as doses aplicadas nesses grupos. A coordenadora do Programa Estadual de Imunizações, Danielle Grillo, explica que, a partir desta data, poucos municípios capixabas devem ter vacinas remanescentes da campanha, considerando que o Estado está bastante avançado na vacinação dos grupos prioritários. No entanto, caso haja vacinas remanescentes, as doses devem ser ofertadas de acordo com a procura da população, respeitando o público definido pelo Ministério da Saúde.

Vídeo: