Campanha de vacinação contra a gripe encerra na sexta-feira, dia 15

Geral

Campanha de vacinação contra a gripe encerra na sexta-feira, dia 15

Desde 23 de abril, quando começou, a campanha já vacinou mais de 834 mil pessoas no Espírito Santo

Foto: Reprodução

Trabalhadores da área da saúde, crianças de seis meses a 5 anos, idosos, gestantes e demais pessoas que se encaixam no grupo prioritário tem até a próxima sexta-feira  (15), para tomar a vacina contra a gripe.

Desde 23 de abril, a Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe já imunizou 834 mil pessoas no estado, número que corresponde a 86% da cobertura da campanha. A meta estipulada pelo Ministério da Saúde é conseguir imunizar 90% do grupo prioritário.

Após o fim da campanha, os estados e municípios que tiverem disponibilidade de vacinas, poderão vacinar crianças de 5 a 9 anos de idade e adultos de 50 a 59 anos. 

Casos

Dados do Ministério da Saúde mostram que 13 milhões de pessoas que fazem parte do público-alvo ainda precisam ser imunizadas em todo o país. Até o dia 2 de junho, foram registrados 2.315 casos de influenza em todo o país, com 374 óbitos. Do total, 1.395 casos e 243 óbitos foram pelo vírus H1N1, além de 463 casos e 70 óbitos por H3N2. Há ainda o registro de 236 casos de influenza B, com 29 óbitos, e 221 casos de influenza A não subtipado, com 32 óbitos.

Vacina

A Ministério da Saúde reforça que a vacina é segura e reduz complicações que podem provocar casos graves da doença, internações e óbitos. A dose utilizada na rede pública de saúde protege contra os três subtipos do vírus da gripe incluindo o H1N1 e o H3N2.

Grupo prioritário

- Crianças de 6 meses até menores 5 anos (4 anos, 11 meses e 29 dias);
- Trabalhadores de saúde;
- Gestantes;
- Puérperas (mulheres com até 45 dias após o parto);
- Pessoas com doenças crônicas ou condições clínicas especiais;
- Povos indígenas;
- Pessoas com 60 anos ou mais;
- Professores que atuam em sala de aula em escolas públicas e privadas de ensino infantil, fundamental, médio e superior;
- População privada de liberdade;
- Adolescentes e jovens sob medida socioeducativa;
- Funcionários do sistema prisional.