• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Com mais de 90% das crianças matriculadas em creches, Vitória se torna referência nacional

RIQUEZAS DE NORTE A SUL

Geral

Com mais de 90% das crianças matriculadas em creches, Vitória se torna referência nacional

O Plano Nacional de Educação (PNE) determina que, até 2024, 50% do total de crianças de cada município estejam nas creches

Cerca de 17 mil crianças de até cinco anos estão matriculadas nos CMEI's da Capital

O Espírito Santo possui cerca de 226 mil crianças de até 5 anos de idade. Atualmente, mais de 135 mil delas estão fora das creches e pré-escolas capixabas. O número está abaixo do estabelecido pelo Plano Nacional de Educação (PNE), que determina que, até 2024, 50% do total de crianças estejam nas creches.

Entretanto, o município de Vitória tem sido referência nacional no assunto. A cidade já superou a meta estipulada pelo PNE e possui quase 90% das crianças dessa faixa etária matriculadas nas creches e pré-escolas do município. A marca coloca Vitória como a capital brasileira com a maior taxa da demanda atendida.

Veja abaixo o gráfico que mostra o total de alunos matriculados nos Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) de Vitória:

"Quando nós chegamos à Prefeitura de Vitória, as vagas em livro ata de escolas não se comunicavam. Nós colocamos aquilo online e apareceram mil vagas, que custam, exatamente R$ 18 milhões em duas escolas que você faria e manutenção de R$ 3,5 milhões para custeio. Olha o quanto nós economizamos pelo simples fato de usar um mecanismo de tecnologia. A cidade inteligente é assim, usa menos recursos e dá melhores resultados para quem mais precisa", fala o prefeito de Vitória, Luciano Rezende, fala o prefeito de Vitória, Luciano Rezende.

A legislação federal estabelece como obrigatória a oferta de vagas somente a partir dos quatro anos de idade. Como aponta o gráfico, atualmente, cerca de 17 mil crianças de até cinco anos estão matriculadas nos CMEI's da Capital.

O município investe, por ano, 34% da receita na educação. O valor é maior do que o limite mínimo determinado por lei. Segundo a secretária de educação de Vitória, Adriana Sperandio, a meta agora é ampliar as vagas para que as crianças possam receber os estímulos e cuidados necessários ao desenvolvimento.

"Nós temos apontado quatro novos centros de educação infantil, além de algumas ampliações. Isso vai trazer para Vitória duas mil novas vagas e assim a gente vai ter cobertura universal no município", diz.