• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Correção: Jornalista que simulou própria morte usou sangue de porco em maquiagem

Geral

Correção: Jornalista que simulou própria morte usou sangue de porco em maquiagem

A matéria enviada anteriormente trazia um erro no título. O jornalista em questão é russo, e não ucraniano, como constava. Segue a matéria sem alterações, com o título já corrigido.

Para simular a morte do jornalista russo Arkadi Babchenko agentes secretos ucranianos usaram sangue de porco para parecer que era o dele, fizeram disparos em sua camiseta e até mesmo o levaram ao necrotério.

O jornalista revelou na quarta-feira, 30, que o serviço secreto simulou sua morte para tentar capturar quem realmente pretendia assassiná-lo.

Um dos mais conhecidos jornalistas russos e um duro crítico do Kremlin, Babchenko, de 41 anos, deixou a Rússia em fevereiro de 2017 por causa de ameaças de morte. Um mês atrás, agentes ucranianos o procuraram dizendo que havia um complô para assassiná-lo. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.