• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Mais de 50 mil oportunidades disponíveis para jovens de bairros violentos em 2018

TRANSFORMAÇÃO

  • COMPARTILHE
Geral

Mais de 50 mil oportunidades disponíveis para jovens de bairros violentos em 2018

Projeto social vai contar com investimento de US$ 70 milhões (equivalente a mais de R$ 220 milhões) para os próximos cinco anos

Alis Oliveira, de 23 anos, fez curso de maquiador através do projeto

A falta de oportunidades é um fator determinante na vida de jovens que vivem em regiões de vulnerabilidade social no Espírito Santo. Um estudo feito pelo Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN) identificou 26 bairros de nove municípios capixabas que sofrem com essa realidade. O desemprego e a violência atingem, principalmente, rapazes e moças com idades entre 15 e 29 anos.

Entretanto, em três anos, as ações de um projeto social já ajudaram a reduzir em 42% o número de homicídios de pessoas com idades de 15 a 24 anos, que moram nessas regiões. Nesses locais, o número de assassinatos caiu de 140, em 2014, para 81 casos, em 2017. Os índices são resultados de oportunidade de mudança de vida, com ofertas de qualificação, atividades artísticas, culturais e esportivas; entre outros serviços que atendam às comunidades.

Trata-se do Ocupação Social, que já ofereceu quase 30 mil vagas nos serviços e deve oferecer, até o final de 2018, mais 56 mil oportunidades de transformação de vida a esses jovens. 

Veja abaixo o número de vagas previstas para este ano em cada ação do programa:

Para continuar avançando com os resultados positivos estão previstos mais investimentos para o programa. Segundo a Secretaria de Estado de Direitos Humanos (SEDH), foram acertadas com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) as etapas do convênio que prevê para o Estado um investimento de US$ 70 milhões (equivalente a mais de R$ 220 milhões) para os próximos cinco anos, a começar em 2018.

Os recursos vão atender às regiões onde hoje estão as 26 comunidades do Ocupação Social, levando ações de segurança cidadã para os municípios de Colatina, Cachoeiro de Itapemirim, Linhares, São Mateus e Pinheiros, no interior do Estado; e Vitória, Vila Velha, Serra e Cariacica, na Grande Vitória.

A notícia foi recebida com entusiamo pelo maquiador Alis Oliveira, de 23 anos. Em 2016, o jovem fez curso de maquiagem no CEET Vasco Coutinho. A especialização, aliada a outras capacitações, garantiu a ele conhecimento para que se tornasse um profissional da área. O rapaz pretende seguir avançando na profissão.

"Através do meu trabalho, pretendo abrir um um espaço e, após isso, uma franquia. A ideia é fazer parceria com outras pessoas, que começaram como eu nesse ramo da maquiagem. Pretendo sempre crescer", comenta o jovem.

O secretário de Estado de Direitos Humanos, Leonardo Oggioni, fala da importância do projeto e ressalta que ele é fonte de renda e ajuda a descobrir talentos guardados. "A expectativa é de um aumento nas nossas vagas. Não só pelo fomento do investimento do BID, mas também, principalmente, nas parcerias, que continuam sendo implementadas, como o Sebrae e o Sistema Findes...", diz.

Veja o vídeo: