Novo hospital, UPA e expansão de maternidade vão oferecer mais de 150 leitos na Serra

RIQUEZAS DE NORTE A SUL

Geral

Novo hospital, UPA e expansão de maternidade vão oferecer mais de 150 leitos na Serra

As obras estão em andamento e visam ampliar o acesso à saúde na cidade considerada a mais populosa do Estado


A construção do Hospital Materno Infantil, da Unidade de Pronto Atendimento e a expansão da Maternidade de Carapina vão oferecer, juntos, mais de 150 leitos no município de Serra. As obras estão em andamento e visam ampliar o acesso à saúde na cidade, considerada a mais populosa do Espírito Santo.

De acordo com a estimativa divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2017, a população no município cresceu aproximadamente 23% nos últimos 10 anos, passando de 409.267 (2010) para 502.618 (2017), o que representa 93.351 habitantes a mais.

Com isso, a demanda por serviços públicos também aumenta, principalmente no que diz respeito à saúde. Além dos moradores do município, aproximadamente 10 mil pessoas de outras cidades ou Estados são atendidas nas unidades de saúde da Serra, totalizando em média cerca de 177 mil atendimentos médicos e 288 mil exames por mês. Números que, segundo a Prefeitura, devem aumentar com a entrega das novas unidades. 

CONSTRUÇÃO DO HOSPITAL MATERNO INFANTIL

Considerada a maior obra pública do Estado, com investimento de mais de R$ 80 milhões, o Hospital Materno infantil vai atender aproximadamente 8.700 gestantes e bebês por ano. Serão 60 leitos maternos e 60 pediátricos, além de mais de 200 vagas de estacionamento, área de vivência e oferta de serviços como ultrassonografia e vacinação.

Serviços
- Inserção do acompanhante no processo de atendimento ao bebê e à gestante, ou seja, os pais poderão acompanhar a gestante no hospital.
- Leito 'PPP': Pré-parto, parto e pós-parto, o que significa que as gestão poderão permanecer no setor até receber alta com o recém-nascido.
- Acompanhamento do recém-nascido (Follow Up), cujo principal objetivo é detectar precocemente possíveis problemas que possam surgir após a alta.
- Serviços como ultrassonografia, banco de leite, vacinação, além dos testes de linguinha, orelhinha, pezinho e olhinho.

Local
- Área de 25 mil metros quadrados, composto por três pavimentos distribuídos em assistência materno-infantil, serviços de apoio diagnóstico e terapêutico.
- Automação predial: Monitoramento e controle de temperatura da água e do ar condicionado, além de controle de elevadores, de acesso, da segurança e de bombas em geral.
- Utilização de água da chuva para vasos sanitários, limpeza externa e para jardins.
- Uso de água aquecida por energia solar
- Estacionamento com 137 vagas para funcionários e 95 vagas externas.
- Área de vivência com cantina e jardins, entre os blocos de serviço B e C para pacientes, acompanhantes e funcionários.

CONSTRUÇÃO DO UPA DE CASTELÂNDIA

Com mais de 70% da obra concluída, o novo Pronto Atendimento (UPA) da Serra funcionará 24 horas, em todos os dias da semana, incluindo feriados, com acolhimento por meio de classificação por risco. A previsão é de que a obra seja concluída em 2019.

Serviços
- Funcionamento 24 horas, todos os dias
- Priorização de atendimento em casos de urgência e emergência
- Atendimento odontológico, exames radiológicos e laboratoriais, aplicação de medicamentos, farmácia, sala de urgência com leitos, salas de observação masculina e feminina e sala de observação infantil.
- Aproximadamente 9 mil atendimentos por mês

EXPANSÃO DA MATERNIDADE DE CARAPINA

Com a ampliação, a Maternidade de Carapina, que atualmente realiza aproximadamente 200 partos por mês, passará a realizar 400, dobrando a capacidade de atendimento. A previsão é de que as obras sejam concluídas ainda no primeiro semestre.

Serviços

- Instalação de um banco de leite humano

- Ambulatório de follow up (acompanhamento de recém-nascido que também será ampliado)

- Implantação de um ambulatório de puerpério para o retorno e acompanhamento da mãe 45 dias após o parto, promovendo a inserção do Diu, que é mais um método contraceptivo visando a gravidez não planejada.

- Parto normal e cesárea, curetagem uterina, vacinação de grávidas e recém-nascidos

MORTALIDADE INFANTIL
Em 2018, o município da Serra apresentou a menor taxa de mortalidade infantil de toda a Grande Vitória. De acordo com dados do Ministério da Saúde, foram 8,53 óbitos a cada mil nascidos. A cidade também registrou a maior taxa de redução de óbitos infantis, com queda de 30%, além do menor número de mortes infantis no município nos últimos 10 anos, com 67 casos contra 94 casos registrados em 2016.

Dados de fevereiro deste ano mostram que o coeficiente de mortalidade infantil no Estado ficou em 10,2 mortes por mil nascidos vivos, contra 8,53 da Serra.

Veja a reportagem completa