• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Taxistas de Guarapari já podem agendar verificação dos taxímetros

Geral

Taxistas de Guarapari já podem agendar verificação dos taxímetros

A ação visa garantir que a cobrança pelo serviço de táxi seja feita conforme a tarifa municipal em vigor e de acordo com a legislação metrológica.

Carolina Brasil

Redação Folha da Cidade
Quem faltar deverá reagendar diretamente na sede do Ipem-ES. | Foto: Reprodução

O Instituto de Pesos e Medidas do Estado (Ipem-ES) divulgou calendário para verificação dos taxímetros para todos os municípios da Grande Vitória. O agendamento em Guarapari já começou e segue até o dia 03 de agosto.

Assim como em todos os anos, o objetivo é conferir o instrumento para garantir que a cobrança seja feita de forma correta, de acordo com a tarifa vigente no município e com a legislação metrológica.

O primeiro passo é retirar a Autorização para Verificação na prefeitura e, em seguida, agendar a verificação pela internet através do site do Ipem-ES.

Feito o agendamento, o taxista deve imprimir a Guia de Recolhimento da União (GRU) e efetuar o pagamento em qualquer agência bancária. Por aqui, a verificação acontecerá entre os dias 06 e 10 de agosto na Avenida Meaípe, na Enseada Azul, em frente ao bar do Deraldo.

Vale lembrar que, no dia da verificação, é preciso apresentar os seguintes documentos:

* Autorização da Prefeitura do Município;

* Certificado de Verificação do Taxímetro, ano anterior;

* Certificado de Registro de Licenciamento de Veículo (CRLV);

* Carteira Nacional de Habilitação do Motorista (CNH);

* Comprovante de Pagamento da GRU referente ao serviço de verificação.

Aquele que faltar à verificação agendada deverá apresentar justificativa com comprovação. O reagendamento somente poderá ser feito na sede do Ipem-ES. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (27) 3636-6087.

Saiba mais

O taxímetro é um instrumento que, baseado na distância percorrida e/ou no tempo decorrido, mede e informa gradualmente o valor devido pela utilização do veículo-táxi. As tarifas são determinadas pelas prefeituras municipais. O taxímetro deve sempre ser ligado na presença do passageiro. O primeiro valor que aparece se refere à bandeirada (valor fixado para o início da corrida, independentemente de qualquer movimento do veículo). Em seguida, passa a marcar o valor correspondente à quilometragem percorrida e ao tempo parado no trânsito durante o percurso.

* Com informações do Governo do Estado