Temos de ser abertos no comércio, mas seguir promovendo equilíbrios, diz Merkel

Geral

Temos de ser abertos no comércio, mas seguir promovendo equilíbrios, diz Merkel

Redação Folha Vitória

A chanceler federal da Alemanha, Angela Merkel, afirmou nesta sexta-feira que o país sabe que tem de participar do comércio e, "por um lado, ser aberto", mas, por outro lado, deve também promover durante o atual "tempo da indústria 4.0" os "equilíbrios" que predominaram nos tempos da sociedade industrial clássica.

"Se observarmos hoje de que forma os criadores de empregos mudam pela digitalização, e, se olharmos quão fortemente se alteram as condições de competitividade pela globalização, então sabemos que temos de comercializar", declarou a chefe de governo em uma celebração no Ministério de Economia, em Berlim, pelos 70 anos de adoção da economia social de mercado na Alemanha.

Para Merkel, os preparadores dos caminhos da economia social de mercado se assentaram na competição, na "força de vontade" e em um Estado que "proteja a liberdade, mas forneça igualdade social".

"A economia social de mercado é tudo menos uma coisa estática ou uma criança aniversariante que possamos colocar na cadeirinha e parabenizar", comentou a chanceler alemã. "Pelo contrário, ela é um dever de trabalho diário."

Antes do evento, o governo da Alemanha anunciou que o discurso de Merkel ressaltaria o "significado" da economia social de mercado "como um modelo para o futuro da Alemanha e da Europa".