• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

'Senti que ela não voltaria mais', diz amiga de mulher que morreu em acidente na BR 101

Geral

'Senti que ela não voltaria mais', diz amiga de mulher que morreu em acidente na BR 101

Família retornava de uma viagem ao Nordeste, que durou cerca de 15 dias, quando o carro onde ela estava foi atingido por uma carreta desgovernada

Foto: Reprodução
Carro onde estava a família foi atingido por uma carreta desgovernada na BR 101, na Serra

Familiares e amigos das três vítimas mortas em um grave acidente na BR 101, no trecho de Chapada Grande, na Serra, ainda tentam entender o que aconteceu na noite da última segunda-feira (10). O comerciante Ozineto Francisco Rodrigues, de 38 anos, a corretora de imóveis Danielli Martins, de 34, e um dos filhos do casal, o pequeno Lucca Martins, de apenas um ano, morreram após o carro em que eles estavam ser atingido por uma carreta desgovernada. Já o filho mais velho do casal, Gabriel Martins, de 11 anos, continua internado em estado gravíssimo.

A família retornava de uma viagem de férias ao Nordeste, que durou cerca de 15 dias. As vítimas haviam viajado o dia inteiro e, quando faltava apenas 60 quilômetros para chegarem em casa, o acidente aconteceu. Vizinha da família e muito amiga de Danielli, a auxiliar de cabeleira Léia Silva conta que teve um pressentimento de que não veria mais a amiga.

"'Vocês parem de viajar um pouco. Vocês estão viajando demais'. Falei isso com ele [Ozineto] e ele falou: 'estou indo dormir porque 3 horas a gente está partindo'. E quando foi no sábado, eu abri o 'Face' dela e falei: 'meu Deus, a minha amiga foi e ela não vai voltar mais'. Eu senti isso quando eu abri o 'Face' dela", contou Léia, que disse ainda que tinha Danielli como uma irmã.

"Não tem nem explicação. Perder uma pessoa assim, a gente nunca espera por isso. A gente sempre falava que a gente era irmã. Infelizmente acabou acontecendo isso com ela e até agora está todo mundo sem entender até mesmo o motivo. É uma dor que eu falo que eu não sei explicar", lamentou.

Foto: TV Vitória
Familiares e amigos estiveram na casa da família, em Canaã, Viana, durante o dia

Durante a tarde de terça-feira (11), vários parentes e amigos das vítimas chegavam à casa onde a família morava, no bairro Canaã, em Viana. Um deles foi o publicitário Willian Ângelo, primo de Ozineto, mais conhecido como "Neto". Willian admite que, em sua memória, ficarão lembranças difíceis de apagar.

"Era uma pessoa fantástica. Quando eu recebi a notícia entrei em choque. É um cara que não tem o que dizer. Era amigo pra toda obra. Esses dias eu estava aqui com ele e ele estava ali na grama com o Lucca brincando. Aquela criancinha de um ano correndo pela grama... Então toda vez que eu entrar nesse quintal agora vou ver a imagem do Lucca correndo e do Neto brincando com ele", disse, emocionado.

Leia também:

>> Carreta envolvida em acidente que matou três pessoas não podia transportar bloco de granito

>> Excesso de velocidade da carreta foi o que causou acidente, diz PRF

>> Substância que inibe sono é encontrada na bolsa de motorista envolvido em acidente que matou família na Serra

>> Relembre trágicos acidentes envolvendo veículos com cargas pesadas na BR-101

Foto: Reprodução

A família morava na casa junto com uma tia de Danielle, que precisou ser medicada e não teve condições de conversar com a equipe de reportagem da TV Vitória/Record TV. Segundo familiares, essa tia foi quem criou Danielle, que perdeu os pais muito cedo. Depois que ela e Neto se casaram, eles continuaram morando na residência.

Ao lado da casa, Neto montou, há cerca de dois anos, uma loja de assistência técnica para telefones celulares. O estabelecimento permaneceu fechado durante o período de férias da família e a previsão é de que ele voltasse a funcionar na próxima sexta-feira (14).

Orações

Com a trágica morte do casal e do filho mais novo, resta agora para a família orar pela recuperação de Gabriel, que segue internado na UTI do Hospital Infantil de Vitória. Segundo familiares, o menino foi submetido a uma cirurgia e o estado de saúde dele é muito grave.

"Todos nós estamos aqui numa corrente de oração pelo Gabriel, porque ele vai ser a esperança da gente, de recomeço dessa família", afirmou Willian Ângelo.

Já os corpos das três vítimas foram liberados nesta terça-feira, no Departamento Médico Legal (DML) de Vitória, e estão sendo velados em uma igreja evangélica em Canaã, próxima à casa da família. Segundo familiares, o sepultamento está marcado para as 15 horas desta quarta-feira (12), no cemitério de Vila Bethânia, também em Viana.