População de 18 a 49 anos de Viana será vacinada com meia dose da Astrazeneca

Geral

População de 18 a 49 anos de Viana será vacinada com meia dose da Astrazeneca

Com projeto Viana Vacinada, governo do estado pretende vacinar pouco mais de 35 mil pessoas do público-alvo

Foto: Polyana Martinelli

O governador do estado Renato Casagrande anunciou que toda a população entre 18 a 49 anos de Viana vai ser vacinada no próximo dia 13 de junho. A iniciativa faz parte do projeto Viana Vacinada.

Meia dose da vacina Astrazeneca será aplicada em toda a população do município dentro desta faixa etária, somando um total de público de pouco mais de 35 mil pessoas.  O agendamento será aberto no próximo domingo (6).

 A informação foi dada durante a entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira (4) no Palácio Anchieta. O estudo é coordenado por equipes de pesquisadores do Hospital Universitário Cassiano Antônio Moraes da Universidade Federal do Espírito Santo (HUCAM-UFES/EBSERH) e da Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ). 

"Com o resultado desse trabalho conseguiremos ter muitos resultados com relação à economia e a salvar vidas. Então se nós tivermos resultado com uma quantidade menor, para nós é muito importante. Isso ajuda o mundo todo e não só o nosso país. Estamos muito felizes em participar desse projeto", comemorou Casagrande. 

Segundo o governador, Viana foi escolhida por ser uma cidade com população não muito grande o que facilitaria na aplicação do projeto. Além disso, a facilidade logística para a vacinação também foi outro fator para a escolha da cidade para dar início a esse projeto. 

Foto: Prefeitura de Viana

"Nesse trabalho de pesquisa, vamos otimizar os recursos ao utilizar a metade da dose padrão, podendo ter mais vacinas disponíveis para a imunização. Viana é um município de porte médio, com capacidade de vacinar toda a população definida em um só dia, além de fazer parte da Grande Vitória, tendo uma boa logística para o monitoramento de toda a pesquisa”, afirmou o governador.

Segundo a representante da Organização Pan-Americana da Saúde/ Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS), Viana vai dar uma contribuição histórica para as pesquisas sobre vacinação. 

Durante a coletiva foi reforçado que o projeto Viana Vacinada é voluntário. Quem não quiser participar pode apenas seguir o cronograma do programa nacional de saúde e aguardar a sua vez para se vacinar. 

Estudos serão feitos para avaliar a efetividade , segurança e imunogenicidade da vacinação de todos os indivíduos fora dos grupos prioritários de 18 a 49 anos de Viana após a primeira aplicação que será feita no dia 13 de junho. 

Sobre o Dia D de vacinação

Serão 35 locais de vacinação, mais de 178 salas com 260 vacinadores.  A imunização será feita das 8h às 17h. 

A vacinação vai poder ser agendada pelo site: www.vianavacinada.saude.es.gov.br. No próximo domingo (6) o agendamento vai ser aberto e mais detalhes serão passados em uma coletiva no próprio domingo. 

O critério utilizado para as pessoas que podem participar é o de domicílio eleitoral, ou seja, todas as pessoas que moram e votam em Viana conseguem agendar e serão vacinadas na sessão em que votam. Quem mora em Viana e não vota na cidade também vai ser vacinado. Serão utilizados dados dos eleitores que votaram na última eleição, fornecidos pelo Tribunal Regional Eleitoral do Espírito Santo (TRE-ES).

Mais informações sobre a documentação que deve ser levada serão dadas na coletiva, mas a secretária municipal de saúde de Viana Jaqueline D'oliveira Jubini já adiantou que serão necessários a apresentação de documento com foto e comprovante de residência. 

De acordo com a coordenadora do projeto científico, a médica Valéria Valim, os moradores que ainda não tenham recebido nenhuma dose de vacina para covid-19 receberão duas doses, com intervalo de 12 semanas entre elas, de metade da dose padrão. Caso não seja comprovada a imunização, todos que participaram do projeto vão receber uma dose de reforço. 

O prefeito de Viana, Wanderson Bueno (Podemos), disse que vai ser o primeiro voluntário nesse Dia D de vacinação. 

"Estamos há mais de 15 dias estamos estudando qual seria a melhor logística para vacinar toda a população nesse Dia D. A vacina é o que todos nós esperamos, e nós daremos uma grande contribuição. Esse estudo pode dar uma grande contribuição mundial." reafirmou o prefeito. 

Reveja a coletiva: