Lama no Rio Doce: famílias afetadas fazem manifestação em Vitória

Geral

Lama no Rio Doce: famílias afetadas fazem manifestação em Vitória

O rompimento da barragem da Samarco, em Mariana, ocorreu há mais de seis anos e os afetados reclamam que não estão sendo assistidos pela empresa

Foto: Lucas Pisa / TV Vitória

Um grupo formado por pessoas de diversos municípios do Espírito Santo e de Minas Gerais realizam uma manifestação em Vitória, na manhã desta quarta-feira (22). O protesto acontece próximo à entrada da Terceira Ponte.

Os manifestantes são pessoas que foram afetadas pela lama que atingiu o Rio Doce, em novembro de 2015. Eles afirmam que estão preocupados com a situação e reivindicam direitos e benefícios cancelados.

Durante o protesto, os manifestantes despejaram lama na entrada do prédio do Hub da Vale.

Por conta da manifestação, uma via está parcialmente interditada, mas o trânsito continua fluindo. A Secretaria Municipal de Segurança Urbana (Semsu) informou que cerca de 50 pessoas estão ocupando uma via na rua Clóvis Machado, na Enseada do Suá, desde 8h. 

Uma equipe de Trânsito da Guarda Civil Municipal de Vitória (GCMV) e uma equipe da Polícia Militar acompanham o protesto. Os manifestantes informaram que vão permanecer no local até o final da tarde e que três ônibus vindo do interior vão trazer à Capital mais pessoas para participar do ato.

A equipe de reportagem procurou a Vale para falar sobre a manifestação, mas até o momento não obteve retorno. O posicionamento será acrescentado assim que for enviado. 

*Matéria em atualização

Leia também: 

>> Joias e carros de luxo: bens apreendidos em operação da PF podem chegar a R$ 6 milhões

>> Caso Amanda: motorista que atropelou e matou jovem vai a júri popular

Pontos moeda