Obras de reforma da Ponte Seca e de viaduto na Vila Rubim terão início nesta sexta-feira

Geral

Obras de reforma da Ponte Seca e de viaduto na Vila Rubim terão início nesta sexta-feira

A Ponte Seca, construída na década de 20, tem 65 metros de comprimento, é feita de aço e pesa 346 toneladas. As peças foram fabricadas na Alemanha e trazidas de navio para o Brasil.

O investimento é de R$ 20 milhões na construção de um viaduto exclusivo Foto: Divulgação

Um grande passo para melhor mobilidade na região sul da ilha. O governador do Estado, Renato Casagrande, e o prefeito de Vitória, Luciano Rezende, participam nesta sexta-feira (4), às 9 horas, no Mercado da Vila Rubim, da solenidade de ordem de serviço para as obras da primeira etapa do Complexo Viário Portal do Príncipe.

O investimento é de R$ 20 milhões na construção de um viaduto exclusivo para a saída de caminhões do Porto de Vitória e na ampliação da avenida Elias Miguel.

Além dessa intervenção viária, acontecerá a assinatura do convênio para o repasse de recursos para reforma e urbanização da Ponte Seca, equipamento histórico da cidade que é tombado como patrimônio estadual. O município investiu R$ 256.880,00 na contratação dos projetos executivos de restauro do equipamento.

A Ponte Seca, construída na década de 20, tem 65 metros de comprimento, é feita de aço e pesa 346 toneladas. As peças foram fabricadas na Alemanha e trazidas de navio para o Brasil.

Pistas
O Complexo Portal do Príncipe prevê que o motorista, ao chegar à capital pela Segunda Ponte, terá duas pistas a mais nesse sentido. Ele poderá seguir pela avenida Elias Miguel, que passará a ter quatro pistas, ou por uma via marginal, de duas pistas, para acessar o porto ou a Ilha do Príncipe. Com isso, o fluxo de entrada e saída dos caminhões do Porto de Vitória vai passar a ser 24 horas.

Hoje, o tráfego de veículos de carga tem que parar das 7 às 9 horas e das 17 às 19 horas, devido a um acordo que o porto fez com a cidade para evitar os horários de pico do trânsito.

Mais de R$ 14 milhões foram aplicados para realizar a desapropriação de 14 imóveis, de acordo com a Secretaria de Transportes e Obras Públicas do Estado. Haverá ainda uma segunda etapa de intervenção no Complexo Viário a partir de 2016, com a implantação do novo Fórum de Vitória na região e do sistema BRT.