• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Ciclista que causou acidente que matou quatro na Rodovia do Sol estava sob efeito de drogas, conclui inquérito

Geral

Ciclista que causou acidente que matou quatro na Rodovia do Sol estava sob efeito de drogas, conclui inquérito

O acidente envolveu um ciclista, um veículo de passeio e um veículo de transporte de cadáveres, conhecido como Rabecão, da Polícia Civil. Os dois motoristas tentaram evitar a batida

Roberto Pereira da Silva, de 31 anos, teria sido o causador do acidente, na Rodovia do Sol Foto: Reprodução/TV Vitória

O inquérito de investigação sobre as causas do acidente que terminou com quatro pessoas mortas, no último dia 27 de junho, na Rodovia do Sol, em Vila Velha, foi concluído. O ciclista Roberto Pereira da Silva, de 31 anos, teria sido o causador do acidente. Silva já tinha passagens pela Justiça por homicídio.

“A causa exata do acidente, ela foi provocada pelo ciclista cujo laudo está saindo hoje, mas já sabemos que deu um alto teor alcoólico e ainda cocaína no sangue”, afirma o delegado que acompanha o caso Danilo Bahiense.

O acidente envolveu um ciclista, um veículo de passeio e um veículo de transporte de cadáveres, conhecido como Rabecão, da Polícia Civil. Segundo o delegado, os dois motoristas tentaram evitar a batida.

“Era inevitável, especialmente em relação ao Rabecão, porque o rapaz que seguia de Vitória para Guarapari, acabou atingido o ciclista e perdeu o controle. Já o Rabecão que vinha de Guarapari para Vitória trazendo o corpo de uma mulher vítima de homicídio, ele foi surpreendido com o veículo. Foi inevitável”, completa Bahiense.

Carro da Polícia Civil ficou destruído Foto: TV Vitória

O ciclista que provocou a colisão foi uma das pessoas que morreram no acidente. Segundo a polícia, Roberto já havia sido preso por homicídio. No carro de passeio estavam quatro jovens. Três morreram. A única sobrevivente, Letícia Gobbi, de 18 anos, busca forças para enfrentar a perda do irmão, cunhada e namorado, de uma só vez.

“Eu sou feliz porque eu tive vários momentos maravilhosos com os três. Eu sou feliz por isso. Não precisa lamentar, porque Deus sabe de todas as coisas. Onde eles estão a gente pode ter certeza que estão melhores. Isso porque esse mundo é muito cruel. O que me dá força é ajudar a minha família, a família da Jéssica e a do Ricardo”, afirmou a vítima.

O motorista do carro da Polícia Civil, Márcio Coelho Rodrigues, de 47 anos, e o carona Henrique Saúde de Oliveira, sofreram ferimentos, e foram liberados.

Para Diana Raindan Chácara, que perdeu o filho, e os considerados genro e nora, o acidente poderia ter sido evitado com a instalação de proteção ao longo da rodovia. “Eu tenho certeza, que se a Rodosol tivesse a estrutura necessária para o tipo de rodovia que eu acredito que o meu filho não teria morrido”, lamenta.