Líder do PMDB diz que clima hoje é mais favorável à redução da maioridade penal

Geral

Líder do PMDB diz que clima hoje é mais favorável à redução da maioridade penal

Redação Folha Vitória

Brasília - O líder do PMDB, Leonardo Picciani (PMDB-RJ), avaliou neste início de noite que o clima hoje é mais favorável para a aprovação da emenda que reduz a maioridade penal de 18 para 16 anos. Ele estima que pelo menos sete votos foram revertidos em relação a votação de ontem, quando 303 votaram favoravelmente ao substitutivo da PEC. O necessário para aprovar uma proposta de emenda à Constituição é 308 votos.

Picciani disse que a ideia é esgotar a votação de todos os projetos correlacionados e negou que a Casa esteja votando mais uma vez o mesmo tema. Segundo ele, os projetos que podem passar pelo plenário hoje são "variáveis da redução da maioridade penal". "Uma mexida no mérito pode alterar o resultado, para mais ou para menos", declarou.

O peemedebista também atacou o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, a quem acusou de "não ter primado" por falar a verdade e ter confundido o debate sobre o assunto. "O ministro se notabilizou por não falar exatamente a realidade dos fatos. Ele busca distorcer a realidade", criticou.

Pesquisa CNI/Ibope

Picciani disse que o resultado da pesquisa CNI/Ibope evidencia que o momento econômico não é bom e que a população tem percebido a crise em seu cotidiano. "Por outro lado achamos que o governo continua falho na questão política. Avançou com a entrada do presidente Michel Temer nessa articulação, mas ainda está longe de ser o ideal. Falta diálogo e desenho de uma política clara de atuação", comentou.

Na avaliação do líder, é possível reverter os índices negativos porque há tempo para o governo mostrar resultados. No entanto, o governo petista, disse ele, ainda comete os mesmos erros. "Mas creio que do jeito que as coisas estão indo, vai ser difícil reverter. Todos os erros cometidos aqui, tanto na economia quanto na política, continuam sendo feito. Tudo o que deu errado continua sendo feito", ponderou.