Servidores do INSS paralisam atividades e prejudicam atendimento 9 cidades do ES

Geral

Servidores do INSS paralisam atividades e prejudicam atendimento 9 cidades do ES

A greve foi definida na tarde da última quarta-feira (15), quando os servidores decidiram por unanimidade paralisar suas atividades como vem acontecendo em todo o país desde o dia 7 de julho

Cinco agências fechadas totalmente e outras quatro parcialmente no Estado Foto: Divulgação

Cinco agências fechadas, quatro funcionando parcialmente e outras cinco com assembleia marcada e indicativo de greve. Esse foi o balanço do primeiro dia de paralisação dos servidores federais de saúde e previdência no Estado do Espírito Santo

A greve foi definida na tarde da última quarta-feira (15), quando os servidores decidiram por unanimidade paralisar suas atividades como vem acontecendo em todo o país desde o dia 7 de julho. Na Serra, Viana, São Mateus, Jaguaré e Montanha todos os trabalhadores pararam. Já em Vila Velha, Cariacica, Colatina e Nova Venécia a paralisação foi parcial. 

Assembleias e adesão

Os servidores de Pedro Canário decidiram aderir ao movimento grevista e a Agência da Previdência Social do município não abrirá nesta sexta-feira (17). Em Vitória, os servidores se reunirão logo cedo para definir se param ou não. Durante todo o dia, serão realizadas assembleias em Guarapari, Domingos Martins, Afonso Claudio e Baixo Guandu.

Em nota, o Sindprev-ES afirma que visitará diversas agências na próxima semana, como Linhares, Sooretama e Pinheiros, mobilizando a categoria para aderir à greve. O mesmo será feito com relação ao Ministério da Saúde (MS) e ao Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), órgãos em que ainda não houve adesão.