ONU diz que mortes em conflitos armados no Afeganistão estão próximas de recorde

Geral

ONU diz que mortes em conflitos armados no Afeganistão estão próximas de recorde

Redação Folha Vitória

Cabul - A Organização das Nações Unidas (ONU) afirmou que o número de mortes de civis no Afeganistão está batendo recorde neste ano devido à piora da violência no país, 15 anos após a invasão feita pelos Estados Unidos.

Nos primeiros seis meses de 2016, 1.601 pessoas morreram e outras 3.565 ficaram feridas devido a conflitos armados, um aumento de 4% em relação ao mesmo período no ano passado. Do total, quase um terço dos mortos e feridos eram crianças.

O aumento do número de ocorrências é causado por uma disseminação de conflitos em áreas altamente populosas, geralmente em províncias nas quais o Taleban está contestando o controle do governo, inclusive em Helmand, para onde os EUA enviaram forças adicionais, e Kunduz, cuja capital chegou a ser tomada pelos insurgentes durante um breve período.

Segundo a Missão de Assistência da ONU no Afeganistão (Unama), o Taleban é responsável por 60% das mortes e ferimentos, mas um número cada vez maior das fatalidades foi provocado por forças leais ao governo afegão.

Em relatório, um representante da ONU no Afeganistão, Tadamichi Yamamoto, afirma que o aumento das mortes reflete o fracasso de todas as partes envolvidas em honrar os compromissos com a lei humanitária internacional de proteger civis. Fonte: Dow Jones Newswires.