Líder de principal partido de oposição do Japão renuncia ao cargo

Geral

Líder de principal partido de oposição do Japão renuncia ao cargo

Redação Folha Vitória

Tóquio - O presidente do principal partido de oposição do Japão renunciou nesta quinta-feira ao cargo, por não conseguir aumentar suas perspectivas eleitorais, apesar dos recentes escândalos contra o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe.

A renúncia de Renho Murata, após dez meses como presidente do Partido Democrata, destaca a fraqueza dos partidos opositores japoneses, o que torna maior o risco político para Abe no Partido Liberal Democrata. O premiê luta para desviar as alegações, que ele nega, de que seu governo forneceu favores para amigos. Pesquisas de opinião mostram que o apoio à equipe de Abe está abaixo de 30% pela primeira vez desde que ele assumiu o poder, em 2012.

Renho criticou Abe o ministro de Defesa, Tomomi Inada, por explicações contraditórias sobre as forças de paz japonesas no sul do Sudão. No entanto, o partido de Renho também perdeu força em pesquisas de opinião recentes. Fonte: Dow Jones Newswires.