Procurador-geral dos EUA diz que continuará no cargo, apesar de fala de Trump

Geral

Procurador-geral dos EUA diz que continuará no cargo, apesar de fala de Trump

Redação Folha Vitória

Washington - O procurador-geral dos Estados Unidos, Jeff Sessions, disse nesta quinta-feira que ama o seu trabalho e que continuará à frente do Departamento de Justiça (DoJ, na sigla em inglês) americano enquanto for "apropriado".

Os comentários de Sessions seguem uma entrevistada dada pelo presidente Donald Trump ao New York Times de que ele não teria indicado Sessions para o cargo se soubesse que o procurador-geral se recusaria a supervisionar a investigação sobre a interferência russa nas eleições.

"O trabalho que estamos fazendo hoje é o tipo de trabalho que pretendemos manter. Estou totalmente confiante. Podemos continuar a executar o DoJ de forma eficaz", disse Sessions.

O senador Rand Paul (Kentucky) adotou posição semelhante à adotada por Trump, afirmando que Sessions "não deveria ter se recusado a investigar os contatos relatados com autoridades russas". Até se tornar procurador-geral, Sessions era senador republicano pelo Alabama. Fonte: Associated Press.