• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Adolescente de Guarapari precisa de doação de sangue após diagnóstico de aplasia medular

Geral

Adolescente de Guarapari precisa de doação de sangue após diagnóstico de aplasia medular

A família do adolescente Pedro Henrique Almeida dos Santos, 13 anos, é moradora do bairro Condados e está na batalha pela saúde do rapaz desde o ano passado

Aline Couto

Redação Folha da Cidade
Pedro Henrique tem o tipo de sangue O+ e precisa de doações. 

Desde março de 2017, quando Pedro Henrique foi diagnosticado com aplasia da medula óssea, que a família do jovem luta por sua saúde, na tentativa de escapar do transplante de medula óssea, usado como último recurso para a doença, e sonha em ver o adolescente saudável novamente.

“As plaquetas do meu filho estão caindo muito, e ele está precisando de doadores de sangue o mais rápido possível”, contou a mãe, Cilene Almeida dos Santos. Ela acrescenta que o filho tem petéquias pelo corpo e tem estado muito cansado. “As plaquetas variam muito e rápido, um dia podem está 20 mil e no outro 8 mil”.

Segundo Cilene, após o diagnóstico da aplasia da medula óssea, outra doença se manifestou no filho. “Os médicos ainda não sabem responder como a doença apareceu, pode ser pela alta quantidade de medicamentos, por produtos com agrotóxicos, dentre outras possibilidades, mas a realidade é que o Pedro também sofre de anemia aplástica grave”, explicou.

No próximo dia 03 de agosto, Pedro Henrique terá uma consulta que poderá decidir seu futuro com relação à necessidade do transplante de medula óssea. “Na sexta-feira vamos ver o resultado da última medicação venosa dada a ele, foram 6h recebendo o medicamento, que pode definir como será ser tratamento daqui para frente”, relatou Cilene.

A mãe pede para quem puder ajudar com a doação de sangue para o tratamento do adolescente, é só comparecer no Hemoes em Vitória e falar que a doação é para o paciente Pedro Henrique Almeida dos Santos que está sendo atendido no Hospital Infantil Nossa Senhora da Glória, na reta da Penha. “Pedro tem o sangue O+ e só precisa das plaquetas, as doações podem ajudar outra crianças também”, concluiu.

Aplasia da medula óssea

A medula óssea apresenta falência na produção das células sanguíneas. O diagnóstico da aplasia medular é feito a partir da alteração no hemograma constando baixo número das células brancas, vermelhas e plaquetas, e o tratamento pode ser feito com uso de medicações, transfusão sanguínea e transplante de medula óssea.

Anemia aplástica

A doença se desenvolve como resultado de danos à medula óssea, que pode ser congênito ou ocorrer depois de exposição à radioterapia, quimioterapia, produtos químicos tóxicos, alguns medicamentos ou infecção. Os sintomas vão de fadiga a infecções frequentes, ritmo cardíaco acelerado e sangramento. O tratamento pode incluir medicamentos, transfusões de sangue e transplantes de células-tronco.

Hemoes – Hemocentro do Estado do Espírito Santo

Segunda a sexta-feira – 7h às 19h

Sábado – 7h às 17h

Avenida Marechal Campos, 1468, Maruípe – Vitória / ES

Tel: 3636-7920 ou 3636-7921