• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Capixabas registram imagens do eclipse lunar mais longo do século

Geral

Capixabas registram imagens do eclipse lunar mais longo do século

Com intuito de apreciar um dos fenômenos mais lindos da natureza, os capixabas não perderam tempo

Andressa Balbi

Redação Folha Vitória
Vista da Praia dos Namorados, em Vitória / Fofo: Hebert Jardim

O eclipse lunar mais longo do século encantou vários capixabas na noite da última sexta-feira (28). Em vários pontos do Espírito Santo foi observado pessoas registrando o grande fenômeno da natureza. Com misturas de cores, o eclipse teve uma duração recorde, de aproximadamente uma hora e 42 minutos..

A vendedora Rita de Cassia da Matta, de 50 anos, que mora em Jardim Camburi, Vitória, disse que já havia visto o fenômeno outras vezes, mais que a beleza da lua na última sexa-feira foi realmente surpreendente. "Ela estava simplesmente linda. Da varanda de minha residência, consegui visualizar uma das imagens mais lindas, que a natureza poderia proporcionar", contou.

Já para o aposentado Fernando Lopes, de 70 anos, o anuncio da chamada "Lua de Sangue" no começo da semana fez com que ele criasse expectativas e planejasse descer até a Praia de Itapoã, em Vila Velha, para não perder a passagem. "Não é sempre que podemos receber da natureza, um presente tão belo, principalmente na noite de uma sexta-feira", completou com risos.

Lua de sangue vista do Espírito Santo / Foto: Fabiano Mazzini

O fotógrafo Hebert Jardim, de 31 anos, que cedeu para O Folha Vitória uma das fotos, contou que se programou durante o dia para registrar o melhor ângulo do eclipse. "Me preparei do começo ao fim, e todo click foi bem vindo", disse.

Para o professor universitário, Fabiano Mazzini, em eventos como esse, a melhor preparação é buscar estar no horário previsto para o nascimento da lua. Além dos elogios, Fabiano disse que o eclipse foi meio decepcionante, pelo fato da lua ter surgido muito alta e com o tempo mais escuro prejudicou quem não tinha um equipamento de ponta. 

"Gostei de olhar para o lado e ver muita gente querendo registrar o eclipse. Estamos precisando mesmo dar uma parada e olhar para as coisas que nos fazem parte desse universo e que certamente, precisam do olhar e da atenção de todos", frisou.