• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Cobrança de pedágio em sentido único na Terceira Ponte é prorrogada até outubro

Geral

Cobrança de pedágio em sentido único na Terceira Ponte é prorrogada até outubro

Até o dia 15 de outubro os motoristas que seguirem no sentido Vitória - Vila Velha continuarão isentos do pagamento de pedágio

Motoristas que seguirem de Vitória a Vila Velha continuarão sem pagar pedágio | Foto: TV Vitória

A cobrança de pedágio em sentido único na Terceira Ponte foi prorrogada por mais 90 dias e será realizada até a meia-noite do dia 15 de outubro. A informação foi divulgada na tarde desta terça-feira (17) pela Agência de Regulação dos Serviços Públicos do Espírito Santo (ARSP).

A decisão foi tomada com base nos estudos realizados pela Secretaria de Estado de Transporte e Obras Públicas (Setop), em conjunto com a ARSP. Com isso, os motoristas que seguirem no sentido Vitória - Vila Velha continuarão isentos do pagamento de pedágio. Já quem trafegar no sentido oposto seguirá pagando os valores alterados há um mês - R$ 2 para automóveis, R$ 1 para motocicletas e R$ 4 para ônibus.

Segundo a ARSP, os resultados dos primeiros 30 dias da cobrança em apenas um dos sentidos da Terceira Ponte foram positivos. No entanto, para aumentar a clareza dos impactos em relação à novidade é preciso de mais tempo de estudo.

"A proposta da agência reguladora, juntamente com a Secretaria de Transportes e Obras Públicas, era de aferir se haveria um desequilíbrio econômico-financeiro no contrato de concessão, ou seja, se haveria impacto na tarifa que é paga pelo usuário, e também aferir se haveria algum impacto do ponto de vista da fluidez do trânsito. Não temos razões para crer que haverá sobressalto tarifário, nem para mais nem para menos. Com relação à fluidez de tráfego, nós percebemos uma melhoria nos acessos à ponte, inclusive nos horário de pico, de 4h30 à 7h30 da noite. Nós precisamos agora de resgatar uma série histórica maior", ressaltou o diretor da ARSP, Júlio Castiglioni.

Segundo a avaliação dos dois órgãos, durante o período de teste houve uma redução de 10% nas filas das ruas que dão acesso à Terceira Ponte nos horários de pico. Porém, os números apresentaram oscilações durante os dias da semana. Entender o comportamento do motorista é um dos objetivos da prorrogação da medida.

"A retenção de tráfego começou mais tarde, acabou mais cedo - isso os dados mostravam - e, com isso, a gente conquista aquilo que se esperava, que é uma melhoria da mobilidade nas principais avenidas de Vitória. Isso nos estimula a continuar com essa medida e compreender melhor qual vai ser o comportamento da demanda", frisou a subsecretária de mobilidade urbana do Estado, Luciene Becacici.

Cobrança unidirecional

A cobrança unidirecional do pedágio foi determinada pela ARSP e começou a vigorar no dia 17 de junho. A medida teve caráter temporário e pretendia vigorar durante 30 dias para que se pudesse avaliar as melhorias efetivas para a mobilidade urbana.

O monitoramento dessa operação permitiu que novos ajustes e aprimoramentos operacionais fossem implementados. Foi realizado um comitê de acompanhamento formado por integrantes da ARSP, Setop, Rodosol e do BPTran, dentre outros órgãos.