• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Sarampo chega ao sudeste e infectologia explica a possibilidade de casos no ES

Geral

Sarampo chega ao sudeste e infectologia explica a possibilidade de casos no ES

Atualmente o país enfrenta dois surtos de sarampo, um em Roraima com 216 casos e outros 160 em investigação e outro no Amazonas, com 444

O número de casos de sarampo confirmados no Brasil e o surto da doença em alguns estados, acendem um alerta também no Espírito Santo. De acordo com o balanço do Ministério da Saúde, divulgado na última quarta-feira (18), foram confirmados 677 casos no país e outros 2.724 ainda estão em investigação.

Ainda de acordo com os dados, atualmente o país enfrenta dois surtos de sarampo, um em Roraima com 216 casos e outros 160 em investigação e outro no Amazonas, com 444. Os casos também já começaram a se espalhar no Sudeste, no Rio de Janeiro e São Paulo, o que aumenta ainda mais as chances de chegar ao Estado.

Segundo o infectologista Paulo Peçanha, um dos grandes poblemas é cobertura vacinal, que apresenta falhas em todo o país. Ele destaca que a melhor forma de prevenção é a vacinação.

"Já temos relatos da doença no Rio de Janeiro e São Paulo, então está no sudeste, bem perto da gente. Em função de baixa cobertura vacinal e de algumas falhas, a doença pode voltar, poque estamos com essa cobertura abaixo do ideal. A melhor prevenção é a vacina, que é muito boa e que está disponível na rede pública, então as pessoas já podem procurar uma unidade para receber. Precisamos ficar alerta e vacinar", destaca.

Campanha
Segundo a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), a Campanha Nacional de Vacinação será realizada de 6 a 31 de agosto e serão oferecidas as vacinas tríplice viral, contra sarampo, caxumba e rubéola, e a vacina contra poliomielite.  Todas as crianças de 1 até 4 anos, 11 meses e 29 dias, independentemente de já terem tomado estas vacinas, devem ter seu cartão de vacinação avaliado para que o profissional de saúde verifique a necessidade ou não da vacinação.

Dia D
Como em toda campanha de vacinação, haverá um dia D, que será no sábado, dia 18 de agosto, para tornar mais fácil para os pais que trabalham durante a semana levarem seus filhos à unidade de saúde.