• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Toda colaboração pode fazer a diferença para o Instituto Ponte. Saiba como ajudar!

  • COMPARTILHE
Geral

Toda colaboração pode fazer a diferença para o Instituto Ponte. Saiba como ajudar!

Um dos projetos para colaborar com o trabalho do instituto é simples e está acontecendo no Shopping Vitória: a doação de livros

Iures Wagmaker

Redação Folha Vitória
Foto: Divulgação / Instituto Ponte

Pequenos gestos podem ser de grande importância quando o assunto é fazer o bem ao próximo. Para o Instituto Ponte, entidade apoiada pelo Instituto Americo Buaiz, toda colaboração faz a diferença.

Um dos projetos para colaborar com o trabalho do instituto é simples e está acontecendo no Shopping Vitória. Quem for até o centro comercial, basta procurar o SAC e entregar livros com temáticas infantojuvenis que serão utilizados nas atividades educativas do Instituto. Os livros podem ser novos ou usados, mas é importante que estejam em bom estado de conservação.

Outro tipo de colaboração pode ser realizada por empresas ou por pessoas físicas. No site da instituição, qualquer pessoa pode escolher a forma e o valor da contribuição. Além das doações de valores livres, há também os custos pré-definidos por categorias, de acordo com a necessidade da instituição.

Por exemplo, quem desejar contribuir para a alimentação de um aluno, vai doar R$ 100 por mês. Já com o transporte, o valor mensal é de R$ 150 para cada aluno. Os valores são variados e podem chegar a R$ 800 mensais. Neste caso, o custo é para o custeio completo de um aluno.

Veja os valores e como colaborar com os projetos do Instituto Ponte

Os colaboradores da instituição vão ajudar projetos como, por exemplo, o Bom Aluno. O programa oferece acompanhamento para o aluno desde o Ensino Fundamental até a conclusão do Ensino Superior, com uma formação acadêmica de qualidade. Os estudantes também recebem o aprimoramento das habilidades socioemocionais, dos aspectos de cidadania e solidariedade, para que se tornem possíveis agentes de transformação social.

Para se inscrever, o aluno precisa estar cursando o 6º e 7º anos do Ensino Fundamental de escolas públicas existentes na Grande Vitória, na qual as famílias sejam de baixa renda. Ele também precisa se enquadrar em alguns critérios, como residir em cidades da Grande Vitória, rendimento escolar superior a 70% nas disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática, assiduidade escolar acima de 90% e renda familiar de 1,5 salário mínimo por membro da família.

Outro programa desenvolvido pelo Instituto Ponte é o Primeira Chance. Para participar, o aluno precisa estar cursando o 9º ano do Ensino Fundamental das escolas públicas e, preferencialmente, ter participado e ser destaque em alguma olimpíada acadêmica, como a de Português e a de Matemática. São identificados jovens talentosos de famílias de baixa renda que demonstraram capacidade e dedicação necessárias para serem bem sucedidos em sua vida acadêmica e também profissional.