• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Vacina meningocócica C não é encontrada nos postos de saúde de Guarapari desde junho

Geral

Vacina meningocócica C não é encontrada nos postos de saúde de Guarapari desde junho

A vacina meningocócica C é uma das mais importantes do calendário vacinal das crianças

Aline Couto

Redação Folha da Cidade

Uma imunização essencial para as crianças, a vacina meningocócica C, está em falta nos postos de saúde de Guarapari e em outras cidades do Estado. No município, há relatos que comprovam a falta da vacina desde o final de junho deste ano.

A dona de casa Silvia Rios busca a vacina para seu filho de 1 ano e 1 mês desde o aniversário da criança em meados de junho. “Já busquei em vários postos, como o de Meaípe e o Centro Municipal de Saúde em Muquiçaba, e até agora ninguém soube me responder quando o estoque será regularizado”, contou a mãe.

Silvia relatou que ela e outras mães na mesma situação ficam preocupadas com a saúde dos filhos com a falta da vacina na rede pública porque o preço da dose da vacina na rede particular de saúde é bem alto. “O preço é muito puxado, pode variar de R$ 200 a 400 reais”, disse.

Segundo a prefeitura de Guarapari, a vacina meningocócica encontra-se em falta no Estado, que realiza o repasse aos municípios. “O Estado não deu previsão de entrega ao município”, descreveu em nota.

Secretaria Estadual de Saúde (Sesa)

“A vacina contra a meningite C está em falta porque o Ministério da Saúde está enviando um número reduzido de doses desde o mês de maio. O Estado recebeu 9 mil doses, que serão distribuídas, mas mesmo assim está abaixo da necessidade da população. No mês de maio nós recebemos 10% da conta mensal, em junho 15% e agora em julho 40% da cota mensal. Então é um quantitativo insuficiente para atender toda a demanda”, explicou a coordenadora do Programa Estadual de Imunizações, Danielle Grillo.

Ministério da Saúde

“A redução na distribuição da vacina contra a meningite aconteceu por conta de um atraso na entrega pelo laboratório que fabrica a vacina. A previsão é que a situação seja normalizada em agosto”.